Ter Voz


Partido Socialista
Partido Socialista
Secção de Benfica e
São Domingos de Benfica
Lisboa
Portugal em Acção

Verba Volant,
Scripta Manent



Estamos constantemente a utilizar termos que têm uma intenção e uma extensão que não são inteiramente aptas;
teoricamente, são em princípio criados para serem aptos;
mas se não o conseguem, então terá de ser encontrada uma outra maneira qualquer de lidarmos com eles, de modo que possamos saber em qualquer momento aquilo que pretendemos significar.
T.S.Eliot








Arquivos
Abril 2003

Maio 2003

Junho 2003

Julho 2003

Agosto 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004


Contacto @mail
Ter Voz


* Membro efectivo *
BlogA!?




Blogs PS
Blog Vozeirão Virtual

Blog Forum Cidade

Atitude
Baixo Alentejo
O Desenvolvimento sustentável
Fórum Cidade
Independências
Notícias breves PS Santarém
Política com arte
Vereadores PS Câmara Lagoa
Vozeirão Virtual


Apontadores e Alojamento Blog
Bloco Notas
Blogo
Blogs em PT
Blogs no Sapo
Frescos
Weblog.com.pt (Pt)


Para saber...
Portal Maçónico
Opus Dei
Estudos sobre o Comunismo (Pt)


Toma lá...
Abrupto
Quadratura do círculo

Toma lá... Dá cá...
<- A ->
Adufe (Pt)
Almocreve das Petas
Analiticamente Incorrecto
Anarca Constipado
Ânimo
Arte de Opinar (Pt)
Avatares de um desejo
Aviz

<- B ->
Barnabé (Pt)
Bazonga da Kilumba
Bloga!? (Pt) *
Blogame Mucho
Blogo Social Português
Bloguítica
Bota a cima (Br)
Buba
O Bugue

<- C ->
O Carimbo
Causa Nossa
Cidadão Livre
Congeminações (Pt)
Cruzes Canhoto

<- D ->
Daedalus
Dentadas
Desblogueador de Conversa
Descrédito
Des-encantos
Dicionário do Diabo

<- E ->
A Espada Relativa
Estaleiro
Exacto

<- F ->
Os Filhos da Madrugada (Pt)
Fumaças (Pt)

<- G ->
Gang-Grupo Arquitectos
Gato Fedorento
Glória Fácil
Governância
Grande Loja Queijo Limiano

<- I ->
Indis(pensáveis)
Irreflexões

<- J ->
Jaquinzinhos
Janela para o Rio (Pt)
Jornalismo e comunicação
O Jumento

<- K ->
Klepsýdra

<- L ->
Laranja Amarga (Pt)
Liberdade de Expressão
Linhas de Esquerda

<- M ->
Mar de Abrantes
Marretas
Mar Salgado
Mata-Mouros
Memória Virtual (Pt)
Mephistopheles
Método Eleitoral *
Miniscente
O Miradouro

<- N ->
A Natureza do mal
Nimbypolis
Notas Verbais

<- P ->
O País Relativo
Paulo Gorjão
Para mim tanto faz
No Parapeito
Penduras
Pedra no Charco
A Pente Fino
Pessoal in Transmissível
Picuinhices
Poetry Café (Pt)
Pelourinho de Lisboa
Ponto Media
Ponto e Vírgula
A Praia
O Prazer da política

<- Q ->
4ª Ferida Narcisica

<- R ->
Respirar o Mesmo Ar

<- S ->
Satyricon
Ser Português(Ter que)
Silêncio (Pt)
Solidariedade Blog *
Solistência (Br)

<- T ->
Tá de Chuva (Pt)
Tanto País (scheeko) (Pt)
A Teia
Terra do Sol
Terras do Nunca
Tlix
A Toca do Gato
Três Tesas não pagam dívidas (Pt)
Tugir em português

<- U ->
Último Reduto (Pt)
Umbigómetro (Pt)

<- V ->
A Verdade da Mentira (Pt)
Veto Político
Viva Espanha

* Blog's colectivos de que o Ter Voz faz parte

RIP
Politicamente incorrecto


Technorati

Jiminy Cricket

Contador (site) Contador (site) Contador (site) Contador (ext) Contador (ext)






Partido Socialista
Benfica e
São Domingos de Benfica
Lisboa



a Secção Outubro-Dezembro 2003
a Secção
Outubro/Dezembro 2003






Google
Outros WebSites

Partido Socialista
Site Oficial do PS

GP PS
Grupo Parlamentar PS

Benfica/S.Domingos Benfica
Benfica/S.Domingos Benfica


Euro2004


Blog Ter Voz
www.tervoz.blogspot.com




Ter Voz
Um Projecto a dois anos para o
PS Benfica e São Domingos de Benfica - Lisboa

domingo, novembro 30, 2003
 
Cruzes
Diz o Manuel Alçada do Cruzes Canhoto num Post de boas-vindas ao Causa Nossa:

"Já agora, aproveito para elogiar o PS (ou algumas figuras do PS) pela forma como encararam o fenómeno blogue - o Ter Voz e, especialmente, o Forum Cidade são outros bons exemplos a seguir."
Afinal parece que os pequenos do PP não têm razão.
Obrigado Manuel e Cruzes Canhoto para a coluna da Esquerda.
Jiminy Cricket
Nota Bloguitica: Manuel Alçada foi raptado do Assembleia para reforço da equipa do Cruzes Canhoto.
11/30/2003 11:26:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
JP

É por a Constituição espanhola ser como é e por a portuguesa ser também como é que a America's Cup se realiza em Valência.

Lemos com atenção o artigo do Público que o CMC aconselhou no Post abaixo, para decidirmos se haviamos de ser de direita ou ter complexos de esquerda.
Como parece que não temos enquadramento numa coisa, nem noutra, pensámos em fechar este estaminé porque afinal não tinha espaço. Mas depois, ao continuar a ler o artigo para percebermos da capacidade argumentativa dos pequenos do PP acabámos na frase com que fizemos título deste Post.
Estamos rendidos! Se Mota Soares fez uma afirmação daquelas, ficámos a saber tudo sobre a juventude que dirige.
Este Blog continuará! (pelo menos durante mais algum tempo...)
Já agora e porque não nos apetece fazer um texto só para referir os comentários do MRS na TVI aproveitamos este para mostrar como estamos felizes por saber que MRS se reconciliou com o Actual Governo. Nós a pensar que ele nunca se tinha incompatibilizado...
Iremos ter de estar mais atentos!
Bom 1º de Dezembro. Se ainda conseguir hoje (eu LT) farei um defenestrante Post aludindo a data.
LT & Jiminy Cricket
11/30/2003 10:48:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
JP

Jiminy, cuidado com o TER VOZ

Um responsável do partido do Largo do Caldas no Congresso Nacional dos jovens:
... o secretário-geral centrista, Mota Soares, piscara o olho à jovem audiência que tinha à sua frente. Considerou a juventude popular como sendo "uma juventude de causas" e foi buscar o tema da blogosfera. "É o vosso mundo", é "o primeiro espaço cultural que a direita conseguiu ocupar, sem complexos de esquerda" e nele "não há bloco central de interesses" , disse.
Atenção, se antigamente a extrema-esquerda era especialista nas ocupações, se esta atitude sempre foi apanágio dos anarquistas sem causas, agora são os jovens do partido do Largo do Caldas a tomarem as rédeas... da ocupação.
Fica o aviso. Jiminy e restantes membros blogueiros, não militantes da Juventude/Partido em causa, cuidado, eles andem aí ... a (querer) ocupar!
CMC
11/30/2003 09:48:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Magritte

O Défice do PECado

JPP continua a querer iludir o telespectador. Francamente, depois de ter receado responder, há umas semanas atrás, a Clara de Sousa, que o nosso Primeiro esteve mal quando recebeu o seu congénere francês em Lisboa, hoje, uma vez mais, apresenta um défice de coerência. Por um lado, disse o que não tinha dito, em relação à crítica que o nosso Primeiro não fez ao empregado de Monsieur Jacques. Por outro, condena a postura de gauleses e germânicos, mas afasta a Ministra da tutela financeira da sua opção. Ora, que fez a senhora senão cooperar com estes duas potências europeias? Evitou a penalização dos prevaricadores, conjuntamente com outros Estados da UE.
Talvez, no próximo ano, o que não desejo (foi a mesma vontade do PPD em 2001? – creio que não, pela determinação das queixas em Bruxelas), o nosso país se junte a este dueto, visto que os truques disponíveis são poucos.
Que simpatize com a senhora, JPP está no seu direito, agora contradizer e dissimular que os outros estão mal e a nossa postura está bem? Então, no país defende-se e impõe-se uma posição de aperto, acentuando-se a crise sem sinais de melhoria, e na UE defende-se o contrário?
Haja coerência!
JPP acabou de apanhar a postura deste Governo: esgotou a sua prestação, como analista.
CMC
11/30/2003 09:25:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Açores

Açores III

O nosso cherne - versão partidária (é o nosso Primeiro, na versão de Estado) - deu à costa na ilha de São Miguel, nos Açores.
Disse de sua justiça que em 2004 o PPD seria governo. Mesmo reconhecendo a coligação eleitoral, desprezou o partido da coligação, focalizando só o seu partido. Aos poucos, esta coligação, nacional, separa as duas cores. Laranjinhas de um lado, azuis e amarelos do outro. Nos Açores isso já existe, mesmo antes de se criar a aliança de interesses, que não a dos açorianos.
Acredito que os açorianos saberão escolher quem deve comandar os desígnios da ilha; e aplicando o adágio: em equipa que vence não se muda, penso que os açorianos continuarão a querer quem faça dos Açores um arquipélago melhor. As cidadãs e cidadãos das nove ilhas sabem que a única pessoa capaz de estar à altura desse desígnio chama-se Carlos César.
CMC
11/30/2003 08:05:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Jesus Correia








Jesus Correia



Desapareceu um vulto do desporto nacional. Nesta manhã de domingo, Jesus Correia faleceu. O país, sobretudo o desportivo, está de luto.
Vale a pena passar pelo Adufe e ler o que o Rui escreveu.
CMC
11/30/2003 02:01:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
20 Anos Constituição
Como o Ministro P.P. manipula as questões históricas com discursos claramente imperialistas...

Por questões de patriotismo, o ministro acha que os portugueses não devem ter vergonha do seu passado. É verdade, mas por questões de patriotismo o ministro também não deve ter vergonha do mesmo passado português, seja ele mais recente ou mais longínquo. Mas como o Sr. Ministro é francamente tradicionalista, acha que o provérbio é um dogma ... faz o que eu digo, mas não faças o que eu faço...A Constituição, apesar de lei fundamental, não deixa de ser historicamente determinada pelo contexto social e político, o que não implica a necessidade de alterações constantes. Aprovada democraticamente a Constituição de 1976 , ela "significa , em primeiro lugar, o termo do interregno na linha do constitucionalismo português e, depois, a abertura para novos horizontes e aspirações de Estado social e de Estado de Direito democrático"(Jorge Miranda.) As alterações já realizadas, foram feitas na pretensão de aperfeiçoamento de questões práticas sem por em causa as grandes aspirações que J. Miranda assinala. O facto de existir hoje uma tendência altamente neoliberal que já está a por em causa aspirações sociais próprias de um estado de direito democrático, não significa que muitos portugueses não continuem a sentir-se identificados com a democracia e estejam dispostos a defender as regras democráticas.
Demagogia pura é pois, o que se deduz da afirmação do senhor ministro quando afirma a necessidade de alterar a Constituição para lhe retirar as referências revolucionarias, "transformando-a na lei fundamental do Séc. XXI ". O senhor ministro ao falar em termos pessoais, apenas dá prova de narcisismo e arrogância, pontualizando de forma gratuita uma posição demagógica, para retirar força às declarações do Presidente da Republica feitas no dia anterior. Não acredito que o senhor ministro goste de passar por um simples saudosista colonial e imperialista do Séc. XIX. Mas esse cariz "d’enfant terrible" impele-o a declarações gratuitas impróprias de um licenciado em direito. Já sei que a ideologia fala mais alto! Querer alterar as regras da democracia por força de uma ideologia autoritária e colonial-imperialista não é democrático, é como jogar fazendo batota para ganhar sempre. A democracia é um conjunto de regras de jogo. Por isso é preciso ter atenção ao que refere Norberto Bobbio: "No preciso momento em que um regime democrático perde de vista esse seu principio inspirador (o respeito pelas regras) começa a transformar-se rapidamente no seu contrário, numa das numerosas formas de governo autocrático, que enchem as narrativas dos historiadores e as reflexões dos autores políticos."
Rosa de Luxemburgo
11/30/2003 01:27:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Amarante

Só faltava mais esta!

Li no Expresso que o Presidente desta autarquia manifestou interesse em ser candidato a Presidente de Câmara, nas próximas eleições de 2005, desta feita neste Município, que é, desconhecia, a sua terra Natal.
O Presidente da distrital laranja do Porto não fechou as portas a um entendimento entre os dois partidos no concelho atravessado pelo Tâmega.
Francamente, a postura altamente democrática do senhor em causa não devia ser poupada aos cidadãos?
CMC
11/30/2003 02:10:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Ulster


Ulster

A subida dos partidos extremistas era previsível e consumou-se. No lado Protestante, Paisley, o vencedor das eleições, elegeu mais dez deputados em relação ao sufrágio anterior; os católicos, do Sinn Fein, de Gerry Adams, também irão ocupar mais lugares do que aqueles que detinham.
Os partidos moderados desceram. A previsão de David Trimble frustrou.
Veremos o que os próximos tempos nos dirão, agora que os radicais têm responsabilidades acrescidas.
CMC
11/30/2003 12:08:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



sábado, novembro 29, 2003
 
Açores

Açores II

Segundo a lógica dos nossos actuais governantes isto pouco importa. Visto que vão alargar a filosofia aos Açores, façam favor de criticar:
Vêm aí nos próximos dez anos mais de cinquenta mil jovens para o mercado de trabalho. Impõe-se, por isso, na próxima legislatura, uma política de execução do nosso plano regional de emprego, o primeiro plano de emprego a ser feito no nosso país e o único e primeiro plano a ser elogiado claramente pela comissão europeia, uma orientação mais precisa no sentido da empregabilidade. Impõe-se, também por isso, um acompanhamento da actividade económica mais minucioso, dirigindo os nossos sistemas de incentivos para a criação de novas empresas, que acolham recursos qualificados que estão aí a chegar aos Açores.
Carlos César
Angra do Heroísmo, 17 de Outubro de 2003
XI Congresso Regional do PS/Açores
CMC
11/29/2003 11:42:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Açores

Açores I
Coligações

Como previsto, o PPD/A decidiu anunciar a coligação com o CDS/A visando alcançar uma vitória eleitoral no próximo acto eleitoral autonómico nos Açores.
Esteve presente no encerramento do Congresso do PPD/A, que decorreu este fim-de-semana, o Ministro que afirmou, há uns meses, ser melhor para os Açores ter um Governo regional da mesma cor do Governo Nacional. A Região sairia beneficiada com esse factor. Uma governação tendenciosa. Sem sombra de dúvidas.
Uma vez mais, é patente a posição desta coligação de Direita, agora estendida à Região Autónoma dos Açores. Para ocupar o poder vale tudo. Mesmo não tendo um rumo, um projecto, o mais importante é alcançar o poder.
Não se esqueçam de criticar, os membros da futura coligação de Direita, a taxa de desemprego existente nos Açores. Quem leu o Público na passada sexta (infelizmente os gráficos não estão disponíveis na edição on-line) constatou que, de todas as regiões deste país, os Açores são a região com a taxa mais baixa.
As coligações estão feitas. O PS/A anunciou, há poucos meses, a sua aliança com os açorianos. O PPD/A anunciou a sua com o CDS.
CMC
11/29/2003 11:40:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Óh Besugo,
Os ofídios não sussuram, sibilam!
LT
11/29/2003 04:01:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Prémio TerVoz
Por uma vez sem exemplo, o Blog Ter Voz vai atribuir um prémio.

Trata-se da única e por isso a mais conceituada condecoração que alguma vez foi concedida a um comentador residente, só atribuível por reconhecimento de total entrega às tarefas bloguíticas, revelando dedicação, esforço e sacrifício.
Esta condecoração tem um só grau e o seu destinatário terá de ter no mínimo a grau de Mestre a caminho de Doutor.
Despacho:
Pelos serviços de elevada e reconhecida camaradagem, sensibilidade e cultura, é condecorado com a Medalha Bolacha Maria com Palma, o comentador CMC (ninguém sabe o que quer dizer o M) com o grau de Primeiro prémio (e único).
A cerimónia da entrega da condecoração realizar-se-á no próximo dia 25, no momento em que o Pai Natal descer pela chaminé.
Se houvesse um segundo prémio seria atribuído a PG pelo seu Post 1156 em que se enganou redondamente na ementa do jantar.
Mais ou menos a bem de todos nós
O Adm. do Blog Ter Voz
Jiminy Cricket
11/29/2003 03:41:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
30 anos PS

...
(os três pontos lançam para a frente algo que vem detrás)

Há momentos em que temos muito para dizer e a vontade de transmitir algo, por vezes, é obstruída e qualquer forma de expressão, seja ela verbal ou escrita, é nula.
Há um entorpecimento momentâneo que se enrola e impinge um silêncio ruidoso às palavras. A expressão rende-se à falta de condições e tudo fica interiormente revoltado, exibindo o exterior uma face tranquila.
Barrados no vazio do momento, não nos mexemos. Esperamos que um vento sopre, onde ele não tem condições para voar, e desejamos que os seus dedos nos penteiem, aniquilando, por completo, o trabalho da escova. Sempre pode haver alguma alteração que ansiamos.
Ela não acontece. Espera-se e rejubila o desespero, o aliado tradicional da espera.
O que há para expressar? O que há para captar? Talvez haja alguma coisa, ou até, não haja nada. Mas mesmo sendo nada, empurramo-nos na busca de saber que não iremos tocar em nada.
No caso, há mais que nada, há tudo.
Há um jantar a aplaudir. Houve discursos consistentes, pertinentes e coerentes. Houve pessoas, conversas e amizade. Houve isto e houve muito mais.
É difícil abordar o que aparenta ser fácil. Provavelmente, por ser fácil é que se torna difícil. Esta virtude do Ser Humano em contornar os aspectos de diversas formas.
Perdoe-me o comentário abstracto. Perdoe-me a falta de sentido. Perdoe-me o tempo que lhe gasto.
Deixe-me confessar-lhe. É isto a militância partidária. Um prazer individual que as palavras não sabem exprimir, por muitas tentativas que se façam para explicar por que militamos num partido político.
A Emoção continua a ser a grande proprietária de uma área Humana que a Razão, por mais que se esforce, não alcança.
CMC
PS - Camaradas de Benfica/São Domingos de Benfica: parabéns e obrigado pela noite de militância.
11/29/2003 01:58:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Fumaças

Caro JCF,

Agradeço a dedicatória e devo dizer-lhe que foi uma excelente escolha, citar um prosseguidor de Clausewitz.
Apreciado por poucos, detestado por muitos, sobretudo por aqueles que acreditavam que o Sol brilhava para todos, por Aron ter sido um forte crítico do regime déspota desaparecido em 1991, é com respeito, por que a sua inteligência o merece, que devemos considerar esta personalidade francesa e europeia do século XX.
Como teve uma atitude gentil para com a minha pessoa, caro JCF, permita-me que lhe ofereça estas palavras de um outro francês, admirável, do século XIX:
Os grandes partidos alteram a sociedade, os pequenos agitam-na; uns despedaçam-na e os outros corrompem-na; os primeiros salvam-na algumas vezes abalando-a, os segundos perturbam-na sempre sem proveito.
Alexis de Tocqueville
CMC
11/29/2003 12:26:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



sexta-feira, novembro 28, 2003
 
Caro Luís Tito,
Vivemos num país em que temos dificuldade em elogiar. Sorte ou infortúnio, a última palavra do épico de Camões continua a pairar sobre a Alma lusitana.
Convivemos num país em que algumas pessoas vivem do jogo rasteiro, onde o mesquinho é rei e senhor de uma actuação que só julga os outros e não tem coragem de se colocar a si próprio em causa.
Estamos num tempo contemporâneo onde a Ética mais não é do que simples termo a empregar verbalmente, mas tantas vezes ela é desprezada como demonstra a postura.
Mas, também somos cidadãos de um país com enormes qualidades, de virtudes incomensuráveis, ainda que a tal palavra final de Camões tape o Sol e, por vezes, a peneira chega a ser toldo.
Militamos num partido político defensor de causas, valores que são comuns a milhares de portugueses.
Militamos num partido político, onde o debate é aberto, frontal, onde por vezes estamos em desacordo e muitas mais em consonância.
Acreditamos e defendemos um Portugal melhor, mais solidário, onde as pessoas são a primeira e genuína causa.
Hoje, a Secção, de que o Luís é Secretário-Coordenador, essa foi a vontade manifestada pelos camaradas nas urnas, realiza o seu jantar anual, servindo, ao mesmo tempo, de arranque para as comemorações do trigésimo aniversário da Secção de Benfica/São Domingos de Benfica a decorrerem no próximo ano.
Pelo trabalho desenvolvido pelo Secretariado da Secção de Benfica/São Domingos de Benfica, mas em especial pela dedicação, esforço e empenho permanentes do Luís, resta-me dar-lhe os Parabéns e felicitá-lo pelo grande trabalho que tem prestado, não só à Secção, onde é Coordenador, mas também ao PS.
Meu caro Luís, como disse Francisco Salgado Zenha: Nunca te esqueças que a inveja é o defeito principal dos portugueses. Por isso toma cuidado sempre que fizeres as coisas bem feitas. Muitos dos que estarão à tua volta não pretendem valorizar-se para serem melhores do que tu, mas querem apenas que tu nunca tenhas condições que te permitam parecer melhor do que eles.
Um abraço,
CMC
11/28/2003 10:44:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Armadura

Couraças (II)

O debate de urgência realizado ontem na Assembleia da República serviu para, no lugar próprio, se fazer a prova de que este Governo “sem rei, nem rock” está mais interessado em captar apoios internacionais para os Partidos que o compõem, do que criar condições internas favoráveis ao bem estar dos portugueses.
Em vez do couraçado Primeiro Ministro, avançou para debate a defensora oficial desta tese (até afirmou que a Oposição só percebe a linguagem da pancadaria).
Nada de grave. Desta vez não foi um soldado raso que avançou para combate, mas a Ministra das Finanças, que também é Ministra de Estado.
Das duas uma:
Ou a Ministra fala por si (o que não poderá fazer sendo Ministra de Estado) ou fala pelo Governo e embora o nosso Primeiro não esteja presente fisicamente está devidamente representado.
O entendimento de que o PS ao aceitar o debate com MFL estaria a validar uma estratégia de distanciamento do PM a MFL, não colhe pela simples razão de que a única política do Governo é a da obsessão do déficit.
Habituados a considerar a política como um simples jogo, determinados comentadores não conseguem ver para além do próprio jogo, esquecendo que o essencial da política é o espírito de missão e a defesa do bem estar dos cidadãos.
Esta é a base que distingue, entre outras coisas, o pensamento dos socialistas do do actual poder, principalmente por estes socialistas serem republicanos.
LT
11/28/2003 10:39:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Zero

O fim da Zero em Comportamento

Esta associação tem prestado um serviço cultural sem precedentes. Lamentavelmente, no próximo mês de Dezembro vai fechar as portas por falta de condições. Por um lado, o Cine-222 não oferece condições condignas ao espectador e não está à altura da qualidade do trabalho desenvolvido da Zero em Comportamento, apesar de ser um espaço físico muito bom caso fosse revitalizado, e, por outro, as verbas de bilheteira não são suficientes. Os apoios da CML e do ICAM ficam-se nas palavras elogiosas.
Provavelmente, quem dera aos responsáveis desta associação sobreviver com receitas próprias, o que não é o caso. Mas a mim, pessoalmente, não me choca a ajuda do Estado e também da autarquia local, ao invés dos liberais mais interessados em defender: desenrasca-te que te safas. Aqui temos um caso que prova a visão desacertada de algumas pessoas.
Ficamos mais pobres culturalmente.
Espero que seja um até já. Projectos como este fazem falta.
CMC
11/28/2003 01:23:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Bush

A visita inesperada

Esta visita relâmpago, muito bem preparada, cheira-me mais a campanha eleitoral do que a visita de Estado.
Mais do que o apoio moral dado às tropas instaladas no Iraque, o objectivo desta viagem deve relacionar-se com o apoio que as sondagens, a realizar após esta curta estada de duas horas, podem dar à moral da (re)candidatura, visto que, nesta matéria, estes gestos patrióticos têm um peso emocional muito grande.
As sondagens da próxima semana esclarecerão esta dúvida.
CMC
11/28/2003 12:38:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



quinta-feira, novembro 27, 2003
 
MFL



O debate do PEC na AR


A senhora Ministra não muda nem um milímetro, aumentando a incoerência. João Cravinho colocou o dedo na ferida: Portugal caminha "para ultrapassar os 60 por cento de dívida pública" e para "um défice de cinco por cento".
CMC
11/27/2003 07:55:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
America's Cup

Uma aspirina, por favor, para PSL tomar

Menos uma dor de cabeça? Francamente, o senhor foi eleito para quê? Para ser corta-fitas? Para dar a cara em festas, festinhas e festanças? Para receber no salão nobre dos Paços do Concelho cidadãos que a seus pés deveriam render-se pelo magnífico trabalho? O que não é o caso, como prova meio mandato à frente do município.
PSL quando se candidatou já devia saber que o posto para o qual foi eleito submete, a pessoa que o ocupa o cargo, a uma permanência quase ininterrupta. Talvez não se coadune muito com o seu perfil, mas o cargo que ocupa é para trabalhar e não para palrar e devanear.
Este comentário, em jeito de desabafo, é sintomático desta gestão e prova qual o verdadeiro interesse que PSL tem pela cidade. Sempre que pensa numa mudança de fundo tem uma dor de cabeça. Nas pontuais rejubila. A cidade não pode ser pensada como uma soma de pequenas partes, mas sim como um todo.
A vontade de sair deve ser maior do que a de ficar, mas como tem de fazer um frete a si próprio, resiste, tentando criar uma imagem de dedicação. Faceta ainda por corroborar.
Gerir um município com a dimensão de Lisboa não é brincadeira.
É pena, as dores de cabeça não serem reconvertidas em desafios. Desafios arrojados, mas equilibrados, beneficiando a cidade e as pessoas que a vivem. Não este tipo de aventura, que pretende marcar a passagem pela liderança do município, prejudicando, e muito, a cidade e as pessoas.
CMC
11/27/2003 07:46:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Irlanda
.... Eleições na Irlanda (do Norte) ...

Jiminy Cricket
11/27/2003 04:54:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Armaduroa

Couraças
(I)
Nos tempos que correm, a ética política é qualquer coisa que se recomenda aos outros e se pratica em déficit.
O adufado Rui MCBranco escreveu há dias: "Faz o que eu digo cá dentro, não ligues ao que eu faço lá fora" a propósito da duplicidade de critérios quanto ao PEC Portugal versus PEC França/Alemanha.
Na altura, e conforme alguns post abaixo, Paulo Gorjão insurgia-se por o SG do PS não ter aparecido de imediato a dar uns palpites sobre o assunto. Esqueceu-se o nosso bloguítico companheiro que a um Partido do poder se exige ponderação nas questões, deixando para as franjas do leque político os "bicos de pés" que os vão mantendo na ribalta do folclore dos media.
Ferro comunicou ao País o entendimento do PS sobre a questão e no espaço certo da Democracia (na AR), promoveu o debate de urgência sobre o assunto.
Vem agora o nosso Primeiro dizer que não irá participar desse debate escondendo-se numa frase que múltiplas vezes vemos afixadas nas Repartições Públicas: - "As urgências são nos hospitais".
Este entendimento é já conhecido de há muito. Foi assim com os fogos, foi assim com a partida dos GNR, foi assim com todas as situações de embaraço (com as muitas situações de embaraço...).
Durão Barroso está disponível para receber os louros e sempre indisponível para as contrariedades. Também deve ter a tal frase afixada na porta do seu gabinete, ou então a outra, mais erudita, que diz: - "The impossible we do today - miracles take a little longer" (à venda em qualquer supermercado de bairro)
Voltando à ética e às diferenças de quem a tem ou não, em defesa de que nem tudo é a mesma coisa.
Guterres, aprove-se ou não, teve-a ao assumir a derrota de outros como sua. Jorge Coelho também.
No actual poder não existe essa consciência e não ser hoje a secretária da secretária do Secretário de Estado da Ministra das Finanças a responder no tal debate, já não é mau!
Falamos, claro, de gente que "sabia que um dia havia de ser, só não sabia quando" (a que eu acrescento "nem como"). Gente que usa a couraça que a protege da irresponsabilidade e incompetência, atirando para cima dos outros a defesa do detestável.
E é gente desta que dirige os destinos de uma Nação.
LT
11/27/2003 02:55:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Tabagismo

Malefícios do Tabaco

... veja, pense e depois aja com prudência.
O Mata-Mouros colocou em exibição o novo filme na sua sala de cinema.
O Ter Voz abre a sua SALA
CMC
PS - Não se esqueça de ligar as colunas.
11/27/2003 02:35:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Charutos

Fumigações liberais

JCF tem feito do seu espaço um local difusor dos ideais liberais. É com gosto que passo no Fumaças e leio os textos. Gosto, particularmente, da pose de Winston Churchill no canto superior direito.
Ontem, JCF anunciou um debate que irá decorrer no Bairro Alto, entre um membro da Quercus e um elemento do Movimento Liberal Social, defendendo o primeiro a inexistência de compatibilidade entre o meio ambiente e o mercado, e o segundo orador advoga essa compatibilidade. Certamente que será um debate estimulante e com muita pena minha não poderei ir por compromissos já assumidos.
Não conheço este Movimento Liberal Social, que, segundo palavras de JCF, não está associado a nenhuma formação partidária. Todavia, gostaria de saber, por curiosidade pessoal, um pouco mais sobre esta organização. Se se identificam com o liberalismo político, ou simplesmente, só com o liberalismo económico.
Às vezes reparo no leque político-partidário português e não vejo nenhuma formação puramente liberal, como o FDP alemão, ou/e um partido marcadamente Conservador.
A nossa jovem Democracia precisa de crescer, de se desenvolver. Provavelmente, a existência de um partido liberal e de um partido conservador contribuiriam para um maior enriquecimento político do país.
CMC
11/27/2003 02:21:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



quarta-feira, novembro 26, 2003
 
Irlanda
O voto do Ulster

A Irlanda do Norte foi a votos. Ainda não se sabe qual o resultado do escrutínio, pois os boletins de voto só começarão a ser contados amanhã de manhã. À tarde saber-se-á o resultado.
Segundo a notícia do Público, os partidos dos extremos, católicos e protestantes, podem subir, perdendo força os partidos moderados. Trimble afastou essa hipótese, a ver vamos.
Esperemos que o Ulster não regresse aos seus tempos quentes.
CMC
11/26/2003 11:42:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Lunes al Sol
Ponto comum

Passo pelas bandas da señorita uruguaya e vejo um texto relativo a um filme espanhol que apreciei e pelos vistos a señorita Lolyta também gostou. Para quem andava em desavenças sul-americanas, ora Montevideu arremessa, ora Santiago do Chile chuta, encontramos, no norte de Espanha, um ponto favorável ao nosso difícil diálogo.
Falta saber o que diz a señorita galega sobre a película. Se não viu, señorita Valquíria, veja. Aproveite, tem o Javier Bardem. A sua companheira Lolyta não se fez rogada no elogio ao actor que tem dado provas da sua grande qualidade.
CMC
11/26/2003 07:34:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Gaivotas

Porque (para onde) corre Portugal (II)

Valência foi a escolha do America's Cup. Assim como França e Alemanha foram as escolhas do desenvolvimento contra a recessão. Assim como o desemprego foi a escolha contra o investimento. Assim como o túnel das Amoreiras foi a escolha contra o bem estar dos Lisboetas.
Porque (para onde) corre Portugal, depois do agora Primeiro Ministro ter corrido antes de o ser, para Bruxelas a fazer queixinhas de Portugal? Porque (para onde) corre Portugal sem tanga, ao revés das Organizações Mundiais e do Direito Internacional? Porque (para onde) corre Portugal para se situar no ranking europeu depois da Grécia? Porque (para onde) corre Portugal ao vender os anéis para satisfazer uma obsessão?
São os tabús do fundo do mar revisitado na companhia do Ministro, seguindo o cherne, na busca do poema de O'Neill.
LT
11/26/2003 03:05:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Gaivotas

A derrota matinal desejando a vitória de logo à noite

Primeira derrota do dia. Perdemos a organização da Taça América. Parabéns Espanha e cidade de Valência. Votos de boa organização.
Para remediar esta derrota, espero que o Futebol Clube do Porto ganhe ao Partizan de Belgrado, garantindo, desde já, o apuramento para a próxima eliminatória da Liga dos Campões, podendo ir jogar a Madrid cumprindo calendário.
Devo acrescentar que não sou simpatizante deste clube, mas como português hoje torço pelo F.C.P.
Valha-nos hoje o F.C.P.
CMC
11/26/2003 02:33:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Por falar em causas,
Já alguém reparou que esta causa não é a Causa Nossa?
Jiminy Cricket
11/26/2003 12:32:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
America's Cup
Porque (para onde) corre Portugal (I)
Certamente para Valência
JC
11/26/2003 11:04:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Spirits

É caso para perguntar onde guardou, JPP, a coerência?

JPP não compreende o voto do Governo português na Ecofin. Pergunte-se, por que receou JPP, há umas semanas, na SIC, dizer SIM (texto: Défice de coerência – 03/11/03 – TER VOZ) à jornalista Clara de Sousa quando esta o questionou em relação à má intervenção tida pelo nosso Primeiro quando recebeu no CCB o seu homólogo francês, não lhe tendo dito, olhos nos olhos, que a França, como a Alemanha, não podia continuar a ter esta atitude?
Fez-se despercebido, como se aquilo que há umas semanas receou afirmar deixasse de ter validade, e aparece agora, criticando o Governo, quando o devia ter feito na altura devida é caso para perguntar: há dois JPP’s? Um, o escrevinhador do escarpado, e outro, o comentador televisivo? Cada um diz de sua justiça!
JPP não quis perceber o porquê do receio do seu companheiro e Presidente de partido, porque se fez de cândido. É notório e percebido o sentido de voto do nosso Governo, o que não se compreende é por que tem duas medidas, uma cá dentro e outra em Bruxelas. Será que a senhora Ministra já ouviu aquilo que o ministro francês, da mesma tutela, disse há uns tempos? O caso português é a prova daquilo que não se deve fazer.
Entretanto, continuamos todos a apertar o cinto.
CMC
11/26/2003 04:22:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Mata Mouros

Caro CAA,

A sua postura ? revolucionária - copernicana acaba por diluir-se num comportamento ptolemaico com a resposta que dá ao TER VOZ. Essa tese revolucionária, que o CAA apregoa, por mais audaz que pareça ser, mais não faz do que (re)colocar o geocentrismo, de novo, como paradigma. Por isso, acaba por ser uma postura revolucionária inconsequente, a meu ver. Como a máxima de Lampedusa: É preciso que alguma coisa mude para que tudo fique na mesma. Crenças! O CAA tem a sua e deve ser respeitada.
Noto o seu carinho especial pelo PS e como lhe crava, com todos os pregos possíveis, todos os defeitos. Esta é uma virtude da Democracia que o PS sempre defendeu. Por isso, pode manifestar-se à vontade contra tudo e contra todos, sejam eles socialistas ou conservadores, ou tudo isso e algo mais como faz questão de amontoar.
Mas, nem tudo é igual? a César o que é de César. Socialista é socialista e conservador é conservador, tal como comunistas, liberais, anarquistas, etc?
Devo dizer-lhe, do ponto de visto político, prefiro, de longe, um conservador, do que um falso liberal.
Bip-bipO conservador, simpatize-se ou não com as suas opções, defende uma causa, o pseudo-liberal defende o seu umbigo. Hoje tanto pode ser liberal, como amanhã anarquista, ou mais tarde conservador.
Se queremos um Portugal melhor, estamos completamente de acordo. Sei que essa vontade é a do PS, mas não é só exclusiva do PS. Não ando com falsos moralismos a defender que o PS é o virtuoso e os demais partidos políticos portugueses são meras congregações interesseiras. Em Democracia não vale tudo e um dos princípios básicos e fundamentais da Democracia é respeitar o(s) outro(s). Caso contrário, que raio de democratas somos? Só no verbo? Sejamos coerentes com as palavras e com os actos.
CMC
11/26/2003 03:58:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Limiano

Caro Manuel,

A leitura que fiz do seu texto não me pareceu que renegasse a direita revolucionária. Por isso, fiz questão de ser explícito ao sublinhar o facto de existir uma Direita revolucionária, como a que existiu na Itália de Mussolini.
Como a reconhece essa Direita, pelo seu comentário, estamos perfeitamente entendidos. Porém, deste esclarecimento, da existência ou não de uma Direita revolucionária à ausência de precisão do PS, meu caro amigo, se me permite, o que é triste é a comparação que faz.
Enfim, está no seu direito de manifestar o seu descontentamento, mesmo quando a comparação é descabida de sentido. Se notar com mais atenção, notará qual o estado do PS: preocupado, como sempre esteve, com os portugueses e com Portugal.
CMC
11/26/2003 03:28:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Bip-bip

Caro Paulo,

Queria que Ferro Rodrigues respondesse imediatamente, logo na madrugada de terça? Teríamos o Secretário-Geral do PS, no recato de sua casa, de chinelo e robe a comentar a falta de coerência do actual Governo?
Respondeu à tarde. Podia ter sido de manhã, a seguir à hora de almoço? Não nos esqueçamos que Ferro Rodrigues é Secretário-Geral do PS, não é analista/comentador. Portanto, se é importante saber o que ele tem a dizer, independentemente de se simpatizar ou não com o PS, isso é óbvio, afinal estamos a referir-nos ao líder do principal partido da oposição. Se podia ter feito de madrugada, de manhã, a seguir ao almoço, o Secretário-Geral do PS não pode andar à pesca de uma câmara/microfone para aparecer a todas as horas.
Caso o Paulo entenda que ele devia ter aparecido imediatamente a proferir aquilo que disse à saída de um encontro com o BE, está no seu direito. Agora, não se espere que o homem tenha, como alguns políticos têm, a obsessão de aparecer e comentar por tudo e por nada. No caso, o assunto é da maior importância para o país e para a UE. Os cidadãos não sabem o que pensa Ferro Rodrigues sobre este tema? Sabem.
O horário: manhã, tarde, noite, sinceramente, parece-me secundário, até porque ele respondeu a horas condignas, não estava de robe e chinelo!
CMC
11/26/2003 03:11:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Barco Cabanas

É hoje

Acredito na nossa vitória.

Hoje Portugal, Lisboa e Cascais, vai levar a melhor sobre Espanha, França e Itália e em 2007 organizaremos a regata.
CMC
11/26/2003 02:55:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Bip-bip

O tique do senhor Ministro (II)(versão Cartola)(música [1115])

Queixo-me às rosas,
Mas que bobagem as rosas não falam,
Simplesmente as rosas exalam
O perfume que roubam de ti, ai...

Jiminy Cricket
11/26/2003 01:06:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



terça-feira, novembro 25, 2003
 
Bip-bip

O tique do senhor Ministro (I)

Parece que o proprietário do Bloguítica apanhou o tique do senhor Ministro.
O BE pede para falar com o PS e Ferro Rodrigues recebe na sede nacional do PS a delegação deste partido com representação parlamentar.
Falaram sobre a Constituição da UE e a possível fusão das secretas. Mas, para este nosso amigo bloguítico, Ferro recebeu lições do cabeça de cartaz do BE, como se o Secretário-Geral do PS não percebesse nada de economia.
Ora, pela linha de raciocínio de PG, quem recebe em sua casa um convidado, isto significa que o visitante vai dar indicações de como deve proceder o visitado, por isso, ontem, o nosso Primeiro, ao receber Ferro Rodrigues em São Bento, seguiu as orientações do líder do PS.
Sinceramente, pelo que leio do Bloguítica, nem PG deve abonar as suas duas últimas frases, do texto 1114.
CMC
11/25/2003 09:21:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
25-11-75
Que país é este?

Desfolho quatro jornais e do 25 de Novembro, só o de 2003. A data colocada na primeira página.
Que país é este que não recorda o seu passado, ainda por cima recente? Que país é este que esquece o dia da sua marca democrática? Que país é este que só liga aos dias quando são feriados e só lhes dispensa importância por ser um dia em que não se trabalha ou estuda?
Pelo menos fiquei a saber que este senhor faz hoje 88 anos. O único sinal que retiro deste dia: 25 de Novembro.
Obrigado LT, pelo texto Manhã de 25 de Novembrose outros calam, cantemos nós.
CMC
11/25/2003 08:59:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Furet
Revoluções e revolucionários

Ao passar pelo Mata-Mouros leio isto: Para se tentar ser liberal em Portugal é necessário ser revolucionário, claro que sim! O mais possível! Os liberais são os únicos e últimos revolucionários que podem subsistir nessa qualidade em Portugal. Porque é estar contra quase tudo o que está e não admitir ligeiras reformas que transformem o péssimo em mau. E para se ser português e se tentar ser liberal é obrigatório ser revolucionário.
Assina o texto CAA.
Os únicos e últimos revolucionários... liberais? Esta está boa. Estará CAA a pensar no liberalismo do século XVIII/XIX? Estará CAA a combater o absolutismo? Teremos em breve um despique entre este companheiro bloguítico e este para saber quem é mais revolucionário? Falta-me acrescentar uma ligação aos companheiros da foice e do martelo, para disputar esta ardente insígnia revolucionária, contudo pelas diversas passagens neste mar blogueiro não encontro, por enquanto, os fiéis da antiga nomenclatura vermelha moscovita.
Quanto à existência de uma direita revolucionária, Manuel, da Grande Loja, afirma não existir tal ente na Direita. Claro que há Direita revolucionária. O fascismo, o genuíno, o italiano, é o caso mais manifesto de uma direita revolucionária. Como nos diz François Furet: Para mim, a novidade do fascismo na História consistiu em emancipar a direita europeia das peias inseparáveis da ideia contra-revolucionária. ... Ele [fascismo] próprio é a revolução.
A época do regresso dos ideais revolucionários aproxima-se, pois a actualidade é favorável a esta posição, agora que o reformismo se vê mergulhado numa crise e o Estado está em estado de metamorfose, sem saber ao certo qual o seu papel neste planeta globalizado. O mais notório é o reaparecimento do nacionalismo. A Nação começa a emergir, o que não me assusta, mas preocupa-me o desabrochar do nacionalismo... irracional.
CMC
11/25/2003 04:13:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Páras
Manhã de 25 de Novembro

Na sequência de uma decisão do General Morais da Silva, CEMFA, que dias antes tinha mandado passar à disponibilidade cerca de 1000 camaradas de armas de Tancos, paraquedistas da Base Escola de Tancos ocupam o Comando da Região Aérea de Monsanto e seis bases aéreas. Detêm o general Pinho Freire e exigem a demissão de Morais da Silva. Este acto é considerado pelos militares ligados ao Grupo dos Nove como o indício de que poderia estar em preparação um golpe de estado vindo de sectores mais radicais, da esquerda. Esses militares apoiados pelos partidos políticos moderados PS e PPD, depois do Presidente da República, General Francisco da Costa Gomes ter obtido por parte do PCP a confirmação de que não convocaria os seus militantes e apoiantes para qualquer acção de rua, decidem então intervir militarmente para controlar inequivocamente o destino político do país. Assim:
Tarde de 25 de Novembro
Elementos do Regimento de Comandos da Amadora cercam o Comando da Região Aérea de Monsanto.
Noite de 25 de NovembroAlouette
O Presidente da República decreta o Estado de Sítio na Região de Lisboa. Militares afectos ao governo, da linha do Grupo dos Nove, controlam a situação.
Prisão dos militares revoltosos que tinham ocupado a Base de Monsanto.
26 de Novembro
Comandos da Amadora atacam o Regimento da Polícia Militar, unidade militar tida como próxima das forças políticas de esquerda revolucionária. Após a rendição da PM, há vítimas mortais de ambos os lados.
Prisões dos militares revoltosos..
27 de Novembro
T6G Os Generais Carlos Fabião e Otelo Saraiva de Carvalho são destituídos, respectivamente, dos cargos de Chefe de Estado Maior do Exército e de Comandante do COPCON.
O General António Ramalho Eanes é o novo Chefe de Estado Maior do Exército.
Por decisão do Conselho de Ministros a Rádio Renascença é devolvida à Igreja Católica.
28 de Novembro
O VI Governo Provisório retoma funções. O Conselho de Ministros promete o direito de reserva aos donos de terras expropriadas.
In Centro de Documentação 25 de Abril
LT
11/25/2003 02:36:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Blair
God save the Prime-Minister

Se há político, neste momento, que merece destaque pela sua presença, esse Político é Tony Blair.
Depois de receber na semana passada G.W.B., ontem recebeu em Downing Street o seu congénere espanhol e a dupla francesa, capitaneada pelo respectivo Presidente.
Tony Blair fez questão de afirmar que é um defensor do atlantismo, mas também demonstrou o seu europeísmo.
À NATO o que é da NATO, à defesa militar europeia o que deve ser seu.
Durante a ofensiva da Coligação no Iraque passou por semanas críticas. Os barómetros previam o seu fim político.
Felizmente, para o mundo Político, Blair mostra que quem comanda são os políticos e não os barómetros. Estes mais não são do que efémeros fazedores de heróis e bestas, alternando entre si.
As suas opções podem não ser apreciadas, mas não se pode negar a sua determinação, sem tibiezas.
Ainda dizem que não há Políticos!
CMC
11/25/2003 02:33:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



segunda-feira, novembro 24, 2003
 

Carta à Direita portuguesa no Público
Bruno Carapinha publica hoje uma "Carta à Direita do meu país" que deve ser lida com atenção no Público.
Excelente prosa, com 100% de razão.
FG
11/24/2003 05:03:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Expresso
O Expresso OnLine de hoje está no seu melhor.
Um título - Governo com lista de risco (O Comissário também escreve aqui?)
Outro título - Durão reúnem-se com Ferro (Quantos Durões?)
Outro título ainda - Japão admite enviar aviões e navios (para missões de paz no Iraque). Como se sabe, a orla marítima Iraquiana é uma das mais vastas do Mundo.
Não se terem lembrado da Marinha da Suiça...
Jiminy Cricket
11/24/2003 11:40:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Pedras

Um post ao comissário

Agradecido ao arauto (hoje começou cedo) fui dar uma vista de olhos na crónica do Comissário necromante.
Perda de tempo!
Maior era o artigo de análise, do que "oops!!, o de propaganda". Tenham medo, muito medo!
E como diz o Sr. Lusa no penúltimo parágrafo estamos perante a luta da nossa geração. Longa geração (desde Churchill até Bush)
LD acaba o POST no DN com o pedido de demissão de Durão Barroso.
Diz ele: "E para ela (a tal luta de geração) tem de haver líderes à altura e nações fortes, solidárias, e atentas."
Há dias em que escrever é um martírio!
LT
11/24/2003 11:18:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Carlos César

Obsessões

O PPD tem outra obsessão para além do défice. Os dirigentes nacionais do PPD entendem que o PPD/Açores tem uma missão patriótica de retirar o PS do poder nos Açores.
Nas próximas eleições regionais, Outono de 2004, os açorianos saberão escolher quem deve governar o arquipélago dos Açores e por mais voltas que dêem, por mais missões patrióticas que tenham, por mais coligações, interesseiras, se esta realmente acontecer nos Açores, o que é bastante provável, esta será a prova evidente de que para esta maioria, PPD/CDS, governamental, vale tudo para estar no Poder, mesmo quando não se suportam uns aos outros, a sua missão não é servir os cidadãos, mas sim regedoria.
Creio que este homem será o próximo Presidente da Região Autónoma dos Açores. Pelo trabalho, pela dedicação e sobretudo pelo amor genuíno que tem à sua terra Natal.
CMC
11/24/2003 03:44:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Catalina Prado - Eva

Home, no te passes!

Carlitos, porque estas à intercambiar algunhos desgustos desa xente?
Desculpa o Galego. Fica a dever-se ao retorno tangero que todas estas trocas de galhardetes me têm trazido.
Hoje o tempo não esteve de feição à escrita. O dentista da Meia-Praia deixou-me com um abcesso quando tratou o dente partido pela pedra que parecia uma amêijoa. De cara à banda, ainda assim não queria deixar de te mandar este postal.
Depois do regresso de Moçambique onde, como sabes, fui em tempos a convite de um afilhado de guerra, parti para o Chile à procura de carinho, por ter sido abandonada.
Isabelita (mais diminutivos calorosos) recebeu-me de braços abertos. Foram tempos de sonho. Muito mar e calor até que num dia de 73 ouvi na rádio algo que me ficou gravado de cor na memória, mais uma marca para a minha formação de valentia contra o mal:
"La historia los juzgará.
Seguramente Radio Magallanes será acallada y el metal tranquilo de mi voz ya no llegará a ustedes. No importa. La seguirán oyendo. Siempre estaré junto a ustedes. Por lo menos mi recuerdo será el de un hombre digno que fue leal con la Patria.
El pueblo debe defenderse, pero no sacrificarse. El pueblo no debe dejarse arrasar ni acribillar, pero tampoco puede humillarse.
Trabajadores de mi Patria, tengo fe en Chile y su destino. Superarán otros hombres este momento gris y amargo en el que la traición pretende imponerse. Sigan ustedes sabiendo que, mucho más temprano que tarde, de nuevo se abrirán las grandes alamedas por donde pase el hombre libre, para construir una sociedad mejor.
¡Viva Chile! ¡Viva el pueblo! ¡Vivan los trabajadores!
Estas son mis últimas palabras y tengo la certeza de que mi sacrificio no será en vano, tengo la certeza de que, por lo menos, será una lección moral que castigará la felonía, la cobardía y la traición.
"
Logo percebi que era tempo de rumar ao Uruguay de onde parti depois de muitos tangos para a Amareleja a convite do pároco que era meu amigo. Deus o Tenha! Foi tempo que me recomendou o MBA na Católica, coisa que por nunca ter sido concretizada deixou o pus à perna. Ainda hoje tenho aquela fraqueza nos joelhos. É como os Partidos que têm as iniciais dos donos e os Blogs que seguem o mesmo exemplo. Ai mouraria!
Pareço uma tonta com tantas divagações. Esta tarde passei pelo recreativo de Lagos onde toco pandero na banda filarmónica. O Zé dos ferrinhos, o Chico da concertina e a Micas das castanholas estavam em estado viral. Nada de grave, já foram medicamentados e em breve estarão como novos. Cada um com o seu instrumento e todos afinados para o concerto de Natal.
Yo sou Valquíria Herñandez! Tenho quase setenta anos e escusam de andar no Google à procura de lolitas porque aqui no Ter Voz só me encontram a mim. Este último aviso fica para os que andam em busca de prazeres virtuais.
Para finalizar, quero-te reafirmar, Carlitos, a minha inteira solidariedade. Sempre te disse (embora às vezes não oiças os conselhos da velhota) que esta coisa da escrita é na maior parte das vezes só ficção. Nós sabemos onde está o bem.
Vou para dentro que a lareira quer aquecer-me os pés.
Fica com o carinho da
Tia Lólita
11/24/2003 12:42:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



domingo, novembro 23, 2003
 
Allende

¿ Chileno, yo?
Agora que me marcam um passado vivido no Chile, sem perceber ao certo de que lado da barricada estava, deduzo que a señorita uruguaya me posiciona no lado de Allende, nem imagino outro!
Por isso, dedico estes trechos, retirados de um livro recentemente editado em Portugal, a sua publicação marcou o trigésimo aniversário do golpe do General, o militar que fica senil quando lhe interessa estar, escrito por um chileno chamado Luís Sepúlveda a três pessoas:
- À señorita Lolyta,
A banalidade tenta perverter o verdadeiro peso das palavras, porque sente a ameaça da ordem que as mesmas estabelecem e do seu maior fruto: a razão que nos faz temer diante do abismo, ser corajosos perante a adversidade e desconfiados em frente do rufião que nos tenta vender gato por lebre.
- Ao Nuno,
Aprendemos a viver com aqueles que nos faltam, porque são parte de nós, porque sabemos por que nos faltam e porque enchemos de orgulho a sua ausência.
- À Señorita Valquíria,
Nós, chilenos, adoramos os diminutivos talvez por vivermos num país demasiado longo, sermos poucos e o calor dos diminutivos nos fazer menos sós.
Aos Carlos chamamos Carlitos?

Resto de bom domingo.
CMC
11/23/2003 06:58:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Georgia

E agora Geórgia?

Teve de ir o Ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Igor Ivanov, a Tiblissi resolver, parcialmente, o imbróglio em que a Geórgia está mergulhada, desde a realização das últimas eleições, no princípio do presente mês de Novembro.
O antigo Ministro dos Negócios Estrangeiros da URSS, Eduard Chevarnadze, resignou e o cargo de Presidente interino desta antiga república soviética é ocupado pela ex-Presidente do Parlamento, Nino Burdjanadze.
O grande oponente do Presidente cessante, Mikhail Saakashvili, que já foi próximo de Chevarnadze quando foi Ministro da Justiça, é o grande vencedor, por enquanto, deste braço de ferro estabelecido com o histórico político que hoje pediu demissão, cognominando esta mudança como a “Revolução de Veludo”, à semelhança do sucedido na antiga Checoslováquia.
Chevarnadze ruma ao exílio, vai para a Alemanha, assumindo que não tem mais nada a haver com o futuro político do Estado de que foi Presidente até hoje.
Prevê-se um novo braço-de-ferro, entre o pró-americano Saakashvili e os líderes das três regiões autónomas pró-russas.
Geórgia, que futuro?
CMC
11/23/2003 06:13:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Mystic River


Mystic River

A semana passada fiz alusão a este filme, a propósito de uma pelílula que a TVI ia exibir, na qual entrava Tim Robbins.
Vi o filme realizado por Clint Eastwood e só encontro uma única palavra para traduzir aquilo que senti quando saí da sala de cinema: desilusão.
O excelente leque de actores e o magnífico realizador não foram suficientes. Mesmo tendo um desfecho emocionante, não gostei do que vi.
Faço outra ponte para a próxima semana. Pela apresentação, penso que este será um bom filme.
CMC
11/23/2003 04:06:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Turquia - Atentado

Manifestação contra o terrorismo na Turquia

Passei no espaço do Nuno e estou de acordo com ele quando referencia esta notícia. Manifestação merecedora de destaque, aplauso e solidariedade.
Todavia, meu caro Nuno, eu não coloco tudo no mesmo saco e por algumas pessoas de esquerda, como algumas de direita, se preocuparem apenas em manifestar-se contra os E.U.A., por que esses manifestam-se por qualquer coisinha contra os E.U.A. tenham ou não motivo para tal, não significa que haja, e há, pessoas de esquerda, como de direita, que se identificam e se declaram apoiantes deste género de manifestações, como a ocorrida na Turquia, tendo sido noticiada pelo jornal Público.
De qualquer forma, obrigado pela chamada de atenção. Se não passasse pelo Janela não tomaria conhecimento deste acontecimento.
CMC
11/23/2003 04:53:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text
.