Ter Voz


Partido Socialista
Partido Socialista
Secção de Benfica e
São Domingos de Benfica
Lisboa
Portugal em Acção

Verba Volant,
Scripta Manent



Estamos constantemente a utilizar termos que têm uma intenção e uma extensão que não são inteiramente aptas;
teoricamente, são em princípio criados para serem aptos;
mas se não o conseguem, então terá de ser encontrada uma outra maneira qualquer de lidarmos com eles, de modo que possamos saber em qualquer momento aquilo que pretendemos significar.
T.S.Eliot








Arquivos
Abril 2003

Maio 2003

Junho 2003

Julho 2003

Agosto 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004


Contacto @mail
Ter Voz


* Membro efectivo *
BlogA!?




Blogs PS
Blog Vozeirão Virtual

Blog Forum Cidade

Atitude
Baixo Alentejo
O Desenvolvimento sustentável
Fórum Cidade
Independências
Notícias breves PS Santarém
Política com arte
Vereadores PS Câmara Lagoa
Vozeirão Virtual


Apontadores e Alojamento Blog
Bloco Notas
Blogo
Blogs em PT
Blogs no Sapo
Frescos
Weblog.com.pt (Pt)


Para saber...
Portal Maçónico
Opus Dei
Estudos sobre o Comunismo (Pt)


Toma lá...
Abrupto
Quadratura do círculo

Toma lá... Dá cá...
<- A ->
Adufe (Pt)
Almocreve das Petas
Analiticamente Incorrecto
Anarca Constipado
Ânimo
Arte de Opinar (Pt)
Avatares de um desejo
Aviz

<- B ->
Barnabé (Pt)
Bazonga da Kilumba
Bloga!? (Pt) *
Blogame Mucho
Blogo Social Português
Bloguítica
Bota a cima (Br)
Buba
O Bugue

<- C ->
O Carimbo
Causa Nossa
Cidadão Livre
Congeminações (Pt)
Cruzes Canhoto

<- D ->
Daedalus
Dentadas
Desblogueador de Conversa
Descrédito
Des-encantos
Dicionário do Diabo

<- E ->
A Espada Relativa
Estaleiro
Exacto

<- F ->
Os Filhos da Madrugada (Pt)
Fumaças (Pt)

<- G ->
Gang-Grupo Arquitectos
Gato Fedorento
Glória Fácil
Governância
Grande Loja Queijo Limiano

<- I ->
Indis(pensáveis)
Irreflexões

<- J ->
Jaquinzinhos
Janela para o Rio (Pt)
Jornalismo e comunicação
O Jumento

<- K ->
Klepsýdra

<- L ->
Laranja Amarga (Pt)
Liberdade de Expressão
Linhas de Esquerda

<- M ->
Mar de Abrantes
Marretas
Mar Salgado
Mata-Mouros
Memória Virtual (Pt)
Mephistopheles
Método Eleitoral *
Miniscente
O Miradouro

<- N ->
A Natureza do mal
Nimbypolis
Notas Verbais

<- P ->
O País Relativo
Paulo Gorjão
Para mim tanto faz
No Parapeito
Penduras
Pedra no Charco
A Pente Fino
Pessoal in Transmissível
Picuinhices
Poetry Café (Pt)
Pelourinho de Lisboa
Ponto Media
Ponto e Vírgula
A Praia
O Prazer da política

<- Q ->
4ª Ferida Narcisica

<- R ->
Respirar o Mesmo Ar

<- S ->
Satyricon
Ser Português(Ter que)
Silêncio (Pt)
Solidariedade Blog *
Solistência (Br)

<- T ->
Tá de Chuva (Pt)
Tanto País (scheeko) (Pt)
A Teia
Terra do Sol
Terras do Nunca
Tlix
A Toca do Gato
Três Tesas não pagam dívidas (Pt)
Tugir em português

<- U ->
Último Reduto (Pt)
Umbigómetro (Pt)

<- V ->
A Verdade da Mentira (Pt)
Veto Político
Viva Espanha

* Blog's colectivos de que o Ter Voz faz parte

RIP
Politicamente incorrecto


Technorati

Jiminy Cricket

Contador (site) Contador (site) Contador (site) Contador (ext) Contador (ext)






Partido Socialista
Benfica e
São Domingos de Benfica
Lisboa



a Secção Outubro-Dezembro 2003
a Secção
Outubro/Dezembro 2003






Google
Outros WebSites

Partido Socialista
Site Oficial do PS

GP PS
Grupo Parlamentar PS

Benfica/S.Domingos Benfica
Benfica/S.Domingos Benfica


Euro2004


Blog Ter Voz
www.tervoz.blogspot.com




Ter Voz
Um Projecto a dois anos para o
PS Benfica e São Domingos de Benfica - Lisboa

domingo, novembro 30, 2003
 
20 Anos Constituição
Como o Ministro P.P. manipula as questões históricas com discursos claramente imperialistas...

Por questões de patriotismo, o ministro acha que os portugueses não devem ter vergonha do seu passado. É verdade, mas por questões de patriotismo o ministro também não deve ter vergonha do mesmo passado português, seja ele mais recente ou mais longínquo. Mas como o Sr. Ministro é francamente tradicionalista, acha que o provérbio é um dogma ... faz o que eu digo, mas não faças o que eu faço...A Constituição, apesar de lei fundamental, não deixa de ser historicamente determinada pelo contexto social e político, o que não implica a necessidade de alterações constantes. Aprovada democraticamente a Constituição de 1976 , ela "significa , em primeiro lugar, o termo do interregno na linha do constitucionalismo português e, depois, a abertura para novos horizontes e aspirações de Estado social e de Estado de Direito democrático"(Jorge Miranda.) As alterações já realizadas, foram feitas na pretensão de aperfeiçoamento de questões práticas sem por em causa as grandes aspirações que J. Miranda assinala. O facto de existir hoje uma tendência altamente neoliberal que já está a por em causa aspirações sociais próprias de um estado de direito democrático, não significa que muitos portugueses não continuem a sentir-se identificados com a democracia e estejam dispostos a defender as regras democráticas.
Demagogia pura é pois, o que se deduz da afirmação do senhor ministro quando afirma a necessidade de alterar a Constituição para lhe retirar as referências revolucionarias, "transformando-a na lei fundamental do Séc. XXI ". O senhor ministro ao falar em termos pessoais, apenas dá prova de narcisismo e arrogância, pontualizando de forma gratuita uma posição demagógica, para retirar força às declarações do Presidente da Republica feitas no dia anterior. Não acredito que o senhor ministro goste de passar por um simples saudosista colonial e imperialista do Séc. XIX. Mas esse cariz "d’enfant terrible" impele-o a declarações gratuitas impróprias de um licenciado em direito. Já sei que a ideologia fala mais alto! Querer alterar as regras da democracia por força de uma ideologia autoritária e colonial-imperialista não é democrático, é como jogar fazendo batota para ganhar sempre. A democracia é um conjunto de regras de jogo. Por isso é preciso ter atenção ao que refere Norberto Bobbio: "No preciso momento em que um regime democrático perde de vista esse seu principio inspirador (o respeito pelas regras) começa a transformar-se rapidamente no seu contrário, numa das numerosas formas de governo autocrático, que enchem as narrativas dos historiadores e as reflexões dos autores políticos."
Rosa de Luxemburgo
11/30/2003 01:27:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text
.