Ter Voz


Partido Socialista
Partido Socialista
Secção de Benfica e
São Domingos de Benfica
Lisboa
Portugal em Acção

Verba Volant,
Scripta Manent



Estamos constantemente a utilizar termos que têm uma intenção e uma extensão que não são inteiramente aptas;
teoricamente, são em princípio criados para serem aptos;
mas se não o conseguem, então terá de ser encontrada uma outra maneira qualquer de lidarmos com eles, de modo que possamos saber em qualquer momento aquilo que pretendemos significar.
T.S.Eliot








Arquivos
Abril 2003

Maio 2003

Junho 2003

Julho 2003

Agosto 2003

Setembro 2003

Outubro 2003

Novembro 2003

Dezembro 2003

Janeiro 2004


Contacto @mail
Ter Voz


* Membro efectivo *
BlogA!?




Blogs PS
Blog Vozeirão Virtual

Blog Forum Cidade

Atitude
Baixo Alentejo
O Desenvolvimento sustentável
Fórum Cidade
Independências
Notícias breves PS Santarém
Política com arte
Vereadores PS Câmara Lagoa
Vozeirão Virtual


Apontadores e Alojamento Blog
Bloco Notas
Blogo
Blogs em PT
Blogs no Sapo
Frescos
Weblog.com.pt (Pt)


Para saber...
Portal Maçónico
Opus Dei
Estudos sobre o Comunismo (Pt)


Toma lá...
Abrupto
Quadratura do círculo

Toma lá... Dá cá...
<- A ->
Adufe (Pt)
Almocreve das Petas
Analiticamente Incorrecto
Anarca Constipado
Ânimo
Arte de Opinar (Pt)
Avatares de um desejo
Aviz

<- B ->
Barnabé (Pt)
Bazonga da Kilumba
Bloga!? (Pt) *
Blogame Mucho
Blogo Social Português
Bloguítica
Bota a cima (Br)
Buba
O Bugue

<- C ->
O Carimbo
Causa Nossa
Cidadão Livre
Congeminações (Pt)
Cruzes Canhoto

<- D ->
Daedalus
Dentadas
Desblogueador de Conversa
Descrédito
Des-encantos
Dicionário do Diabo

<- E ->
A Espada Relativa
Estaleiro
Exacto

<- F ->
Os Filhos da Madrugada (Pt)
Fumaças (Pt)

<- G ->
Gang-Grupo Arquitectos
Gato Fedorento
Glória Fácil
Governância
Grande Loja Queijo Limiano

<- I ->
Indis(pensáveis)
Irreflexões

<- J ->
Jaquinzinhos
Janela para o Rio (Pt)
Jornalismo e comunicação
O Jumento

<- K ->
Klepsýdra

<- L ->
Laranja Amarga (Pt)
Liberdade de Expressão
Linhas de Esquerda

<- M ->
Mar de Abrantes
Marretas
Mar Salgado
Mata-Mouros
Memória Virtual (Pt)
Mephistopheles
Método Eleitoral *
Miniscente
O Miradouro

<- N ->
A Natureza do mal
Nimbypolis
Notas Verbais

<- P ->
O País Relativo
Paulo Gorjão
Para mim tanto faz
No Parapeito
Penduras
Pedra no Charco
A Pente Fino
Pessoal in Transmissível
Picuinhices
Poetry Café (Pt)
Pelourinho de Lisboa
Ponto Media
Ponto e Vírgula
A Praia
O Prazer da política

<- Q ->
4ª Ferida Narcisica

<- R ->
Respirar o Mesmo Ar

<- S ->
Satyricon
Ser Português(Ter que)
Silêncio (Pt)
Solidariedade Blog *
Solistência (Br)

<- T ->
Tá de Chuva (Pt)
Tanto País (scheeko) (Pt)
A Teia
Terra do Sol
Terras do Nunca
Tlix
A Toca do Gato
Três Tesas não pagam dívidas (Pt)
Tugir em português

<- U ->
Último Reduto (Pt)
Umbigómetro (Pt)

<- V ->
A Verdade da Mentira (Pt)
Veto Político
Viva Espanha

* Blog's colectivos de que o Ter Voz faz parte

RIP
Politicamente incorrecto


Technorati

Jiminy Cricket

Contador (site) Contador (site) Contador (site) Contador (ext) Contador (ext)






Partido Socialista
Benfica e
São Domingos de Benfica
Lisboa



a Secção Outubro-Dezembro 2003
a Secção
Outubro/Dezembro 2003






Google
Outros WebSites

Partido Socialista
Site Oficial do PS

GP PS
Grupo Parlamentar PS

Benfica/S.Domingos Benfica
Benfica/S.Domingos Benfica


Euro2004


Blog Ter Voz
www.tervoz.blogspot.com




Ter Voz
Um Projecto a dois anos para o
PS Benfica e São Domingos de Benfica - Lisboa

quarta-feira, dezembro 31, 2003
 
Feliz 2004

Imagens 2003

Em nome de toda a equipa do TER VOZ, no dos militantes da Secção de Benfica e São Domingos de Benfica e no meu próprio desejo a todos os nossos colaboradores, amigos, comentadores e visitantes um excelente ano de 2004.
Portugal e os Portugueses merecem!

Dois especiais abraços com os votos de grande 2004.
O primeiro para Eduardo Ferro Rodrigues a quem desejo que seja o ano do total esclarecimento de todas as dúvidas (para quem as tem) e de completo sucesso político.
O segundo ao meu bom amigo e excelente Camarada Carlos Castro que dedicou a este Blog o melhor do seu tempo e conhecimento.
Luís Novaes Tito
Secretário Coordenador da Secção
de Benfica e São Domingos de Benfica
12/31/2003 09:11:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Vaclav Havel




Findo as minhas letras este ano.
Desejo a todos um óptimo 2004!

Que o sinal e o semblante desta grande referência Democrática, que este ano abandonou a política activa, sejam os dominadores em 2004.
Até para o ano!
CMC
12/31/2003 06:41:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
UE






UFFFF...
Estamos a poucas horas de termos um novo Presidente!
CMC
12/31/2003 04:59:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Cruz Cristo
Pequena nota
Caro Pedro,
Terei todo o gosto em responder à provocação feita (Politiquices), assim como me pronunciarei sobre as recentes eleições sérvias, no próximo fim-de-semana. Estou a terminar a escritas de 2003. Desejo-lhe um bom 2004 e também para a sua família, pelo que tenho lido, mais alargada, neste ano que está a findar.
CMC
PS: - Como o Último Reduto não tem comentários, pelos vistos não acontecerá no próximo ano este facto, o que é desejável, tive de colocar neste espaço esta pequena nota.
12/31/2003 03:33:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Ferro Rodrigues
Apoio e incentivo

O ano que agora finda realçou um político que esteve em voga, na maior parte das vezes não pelos melhores motivos, do ponto de vista mediático.
Eduardo Ferro Rodrigues merece uma palavra de apreço, de apoio e de incentivo.
Caro Eduardo: Cá continuamos, por ideais, por valores, por convicções e sobretudo por PORTUGAL!
CMC
12/31/2003 03:03:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo





Os sinais do ano 2003 [XI]
Cidadãos do Mundo
Sérgio Vieira de Mello e Karol Wojtyla.
CMC
12/31/2003 01:16:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo

Os sinais do ano 2003 [X]
Políticos do ano

Presidente da República

Nacional
Jorge Sampaio



Blair

Internacional
Tony Blair





CMC
12/31/2003 01:09:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo

Os sinais do ano 2003 [IX]
Políticos nacionais
O Mais à esquerda
Carlos César
O Mais à direita
João Bosco Mota Amaral
O Menos à esquerda
Carlos Carvalhas
O Menos à direita
António Pires de Lima
CMC
12/31/2003 01:06:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo

Os sinais do ano 2003 [VIII]
Políticos internacionais

O Discreto
Hu Jintao
O Aprendiz
Luiz Inácio Lula da Silva
Acumulador de sucessos
Vladimir Putin
O Inepto
George Walker Bush
O Insolente
Jacques Chirac
O Seguidor
Gerhard Schröder
O Resistente
José Maria Aznar
O Birrento
Aleksander Kwasniewski
O Falhado
Saddam Hussein
O Engraçado
Mohammed Saeed al-Sahaf
O Pior
Ariel Sharon
Fim de carreira
Václav Havel, Jean Chretian, Eduard Schevarnadze e Jiang Zemin
CMC
12/31/2003 12:55:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo

Os sinais do ano 2003 [VII]
Políticos com apontamentos a justificar um dia no cartório
George Walker Bush
Tony Blair
José Maria Aznar
Jacques Chirac
Gerhard Schröder
Vladimir Putin
CMC
12/31/2003 12:29:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Balanços 2003


Balanços 2003 [IV]
D. Paulo I - Rei dos Chernes

No perdido ano de 2003 em que ardeu a maior parcela de sempre do território nacional sem que houvesse uma resposta operacional concertada, queimou-se igualmente o tempo que levou à prescrição de milhões de Euros de dívidas ao fisco.
A descoordenação total dos meios de protecção civil e a paralisia da Administração Pública em resultado da tomada do poder pela clientela dos Partidos do Governo, conduziram o País a uma situação económica e social de pobreza e desemprego há muito banida da sociedade portuguesa.
Enquanto a fuga ao fisco se generalizou sem que fossem tomadas as medidas que se impunham, os impostos directos agravaram-se para a classe média, principalmente para os trabalhadores por conta de outrém e os indirectos esmagaram todas as possibilidades de subsistência mínima para os mais desfavorecidos.
Seguiu-se ao discurso da tanga o da publicidade enganosa, das inaugurações do não feito, dos discursos demagógicos e propagandistas para anúncios com prazos de execução a seis e mais anos.
O menor Partido do Governo conseguiu atingir o objectivo de impor ao mais votado a sua condução política na solidariedade social, no emprego, no trabalho, na justiça e na defesa nacional.
D. Paulo I, Rei guerreiro dos Chernes, conseguiu em coligação aquilo que nunca obteve na política partidária:
Depois de ter andado pelo PPD onde nunca impôs a sua vontade, passou ao CDS fazendo inúmeras baixas e desmoralização do PSD através das páginas do jornal que dirigiu. Assumiu o comando do CDS (a que entretanto deu o seu nome, PP) e fez mais tarde cair o Presidente do PSD. Com a Coligação, aproveitando a liderança fraca do Governo, consegiuiu impor a liderança de PP.
Portugal foi (des)governado pela pior direita associada à mais incompetente centro-direita.
O pior ano dos Portugueses das últimas duas décadas.
LT
12/31/2003 04:36:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo

Os sinais do ano 2003 [VI]
Socialistas do ano

Francisco Assis, Presidente da Federação do PS/Porto;
Sónia Fertuzinhos, Presidente do Departamento Nacional das Mulheres Socialistas.
CMC


PS: Logo, termino estes pequenos capítulos com os políticos do ano.
12/31/2003 12:23:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo
Os sinais do ano 2003 [V]
O desGoverno
O Político;
O Todo-o-Terreno;
O Apagado;
O Inábil;
O Falacioso;
A Ilusora;
O Ainda faz parte?;
A Sem jeito;
O Pior.
CMC
12/31/2003 12:20:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



terça-feira, dezembro 30, 2003
 
Sinais fumo


Os sinais do ano 2003 [IV]
Factos

A nível nacional
Justiça: Processo Moderna e Processo Casa Pia
Incêndios
Défice
Desemprego

A nível europeu
Divisão entre actuais e futuros Estados-membros da UE relativamente à intervenção militar no Iraque
Projecto de Constituição Europeia

A nível internacional
Armas de destruição Massiça
Intervenção militar no Iraque
Construção do Muro no Médio Oriente
Terramoto no Irão
CMC
12/30/2003 10:37:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Torféu
Mais um Prémio para o TER VOZ

La Vie en Rose 2003

O Nuno, do Janela para o Rio, condecora este espaço com o Prémio Edith Piaf.
Resta agradecer-nos: Merci Nuno.
CMC
PS: - A ligação proporciona-lhe a audição da música e sempre pode ensaiar uns acordes vocais.
12/30/2003 09:38:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo
Os sinais do ano 2003 [III]
7ª Arte
Os melhores:
Nicole Kidman
Edward Norton
Filme do ano:
Inocente ou culpado?, de Alan Parker
Desilusão:
Gus Van Sant, com Gerry e Elephant
CMC
12/30/2003 09:36:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo


Os sinais do ano 2003 [II]
Letras e sons (só os mais)

- Equador, Miguel Sousa Tavares;
- Tradução da obra de Marcel Proust, Em Busca do Tempo Perdido, por Pedro Tamen;
- O Irmão do Meio, Sérgio Godinho.
CMC
12/30/2003 07:31:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Sinais fumo

Os sinais do ano 2003 [I]
Desporto:

Mais (ou em alta)
Lance Armstrong
Vítor Hugo
Michael Schumacher
José Mourinho
Florentino Peres (em alta)
Menos
O excessivo protagonismo dado ao futebol em detrimento das restantes modalidades desportivas.
CMC
PS: - Outros domínios a serem colocados nas próximas horas.
12/30/2003 06:35:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
José Carreira

José Carreira

Desaparece, prematuramente, o pai do sindicalismo na Polícia.
A sua batalha não foi em vão e o seu nome estará associado ao sindicalismo na Polícia de Segurança Pública.
Até sempre José Carreira.
CMC
12/30/2003 06:14:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Balanços 2003


Balanços 2003 [III]
O PS e o Caso Casa Pia

O processo Casa Pia não quis terminar o ano sem que o Ministério Público acusasse 10 indiciados. Com um mês de antecedência sobre o prazo previsto, uma vez mais através da comunicação social que divulgou a notícia antes dos defensores dos implicados serem notificados oficialmente, numa altura em que os cidadãos já começavam a olhar para o desgoverno.
Dez cidadãos entre dez milhões fazem as manchetes dos jornais durante praticamente todo o ano. O circo montado à volta de um caso, fazendo esquecer tudo o mais.
Um processo que ninguém de boa fé pode acreditar esteja circunscrito a dez pessoas pois a sê-lo, é manifestamente insuficiente para fazer passar internacionalmente, como fez, a imagem de Portugal = País de pedófilos.
Veremos como acabará todo o enredo, agora que se iniciarão os juizos sobre gente famosa que serve para vender toneladas de papel e horas seguidas de repetitivas imagens televisivas.
O PS viu-se envolvido neste processo por "alegada" manifesta inabilidade política aproveitada até ao extremo pela especulação levantada à volta de um dos seus dirigentes. A Direcção do PS foi crucificada publicamente por ter agido com o coração em vez da razão na defesa de um dos seus.
Numa sociedade onde "Pobre é o homem cujo vizinho comprou um BMW" tratou-se de um crime sem perdão.
Muita parra para distraír das poucas uvas que durante o ano se foram reduzindo à tanga e às habilidades de quem combateu um outro PSD nos idos do Cavaquistão.
O balanço final será feito em 2004.
LT
12/30/2003 04:31:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Coroa

Obrigado

O Cidadão Livre Gabriel corrige-me, e muito bem, afirmando que não é somente a Coreia do Norte a única república do mundo com estilo monárquico.
Acrescento, ao conjunto de países que o Gabriel referenciou, um que já tinha sido abordado no passado mês de Outubro, devido a uma eleição muito pouco democrática, o Azerbeijão. Aliás, recentemente, Aliev pai, o antigo Presidente, faleceu.
Quanto ao Egipto, a ver vamos se o filho sucede ao pai e no caso de Cuba, não sei se o irmão de Fidel será o herdeiro, isto por que ao desaparecer o carismático chefe comunista, penso que acabará, mais ou menos ao mesmo tempo, o regime ditatorial de Havana.
Outro país, bem mais conhecido, podia ser citado, mas nesse caso não tenho a mínima dúvida de que esse é mesmo democrático.
Obrigado pela correcção.
CMC
12/30/2003 01:09:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



segunda-feira, dezembro 29, 2003
 
Metro


Fachada e enganos geográficos

Previa-se para o dia de hoje, data em que o Metropolitano de Lisboa completa 44 anos, a abertura do eixo Campo Grande - Odivelas. De facto, esta inauguração aconteceu, mas só para inglês ver, já que os passageiros do Metro só poderão usufruir deste serviço a partir do próximo mês de Março.
Estiveram presentes: o Primeiro, os autarcas mor de Lisboa e de Odivelas, o Ministro da pasta, e mais alguns convidados e a comunicação social para cobrir o evento.
Deplorável é inaugurar-se o que não se abriu. Se os arranjos, interiores e exteriores, ainda não estão prontos, que foram estes senhores fazer? Ver o passarinho da objectiva.
Outro pormenor curioso é o destaque dado pela comunicação social ao facto de o Metro, pela primeira vez, passar além das fronteiras do concelho de Lisboa. Não sei se repararam, mas Pontinha pertence ao concelho de Odivelas. Disfunções geográficas!
CMC
12/29/2003 10:52:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Charlie Brown


IVG e as trapalhadas da política rasteira

O Rui escreve no pano do seu Adufe: juventude do PPD para o PS e jovens socialistas católicos para o PPD, já e em força.
Discordo da visão do Rui.
Em primeiro lugar, devo confessar que fico atónito com a atitude de alguns Camaradas. O que querem fazer valer com esta atitude?
Felizmente, nos poucos apontamentos isentos que o comentador dominical de Queluz tem, quase sempre a sua isenção prevalece e evidencia-se quando faz valer a sua qualidade de jurista, e ontem esclareceu o que é um indulto.
Em segundo lugar, a juventude do PPD, pelo menos os seus órgãos nacionais, assim como muitos militantes da juventude e do próprio PPD, são favoráveis à despenalização da interrupção voluntária da gravidez.
É lamentável que algumas pessoas queiram fazer valer neste assunto uma divisão Direita/Esquerda. Pelos vistos, só as franjas representadas na Assembleia da República fazem esta política rasteira, manipulando, ou querendo manipular, o tema em seu proveito político partidário.
Aos dois extremos deve dizer-se: deixem-se de tretas e não brinquem com as pessoas.
O Senhor Presidente da República fez o que entendeu fazer e as suas decisões devem ser respeitadas, tanto à direita como à esquerda, mesmo que se discorde da sua opção.
CMC
12/29/2003 07:11:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Balanços 2003


Balanços 2003 [II]
Será possível haver Partidos Políticos sem militantes?

Será possível haver Partidos sem bases? Esta foi a questão mais vezes levantada perante as dificuldades criadas junto das estruturas militantes pela má interpretação de uma alteração estatutária feita no último Congresso Nacional.
Quem a propôs baseou-se na necessidade de simplificar os mecanismos de controlo dos financiamentos tendo em vista a transparência e a prestação de contas do Partido.
Quem elegeu delegados ao Congresso com base na Moção vencedora proponente deste alteração estatutária, preocupou-se principalmente com a transparência pretendida nos actos eleitorais a realizar nas suas estruturas e no aliviar da carga burocrática da contabilização das quotas para os funcionários do Partido (que são pagos para isso).
Depois de aprovada a alteração verificou-se que afinal o objectivo estava longe de ser o que as bases pretendiam e destinou-se antes a incrementar um mecanismo de pressão intolerável sobre essas mesmas bases que, ao pagarem quotas deixaram de financiar directamente as suas estruturas, passando a ficar na dependência da boa vontade do poder central e no seu bel-prazer de efectuar as transferências essenciais para fazerem face aos compromissos assumidos pelos respectivos Secretariados.
Os militantes sentem-se enganados, as estruturas sentem o garrote e estão em vias de não poderem assegurar as suas funções. Alguns Secretariados estão decididos a fazer sentir o repúdio pela manipulação a que ficaram sujeitos.
Em vez de financiar quem trabalha a máquina retira todas as condições para que esse trabalho se continue a realizar.
Como será o Partido Socialista sem bases?
Balanço catastrófico. Falta de visão para dirigir o bem mais precioso que o Partido tem. Resultado de inexperiência no terreno e de ausência de militância.
LT
12/29/2003 03:32:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



domingo, dezembro 28, 2003
 
BMW Z4

O BMW de Marcelo

Pobre é o homem cujo vizinho comprou um BMW.
Esta frase escrita pelo Jaquinzinho para ilustrar o seu pensamento é aquilo que o seu pensamento ilustra.
A manipulação dos números não serve um povo que pouco quer saber do que se passa na Irlanda e menos ainda do facto do vizinho ter ou não o BMW, quando o seu problema é viver abaixo do limiar de subsistência, provocado pelo desemprego galopante, pela incompetência do actual poder em recuperar as finanças de um País cada dia mais pobre.
Já o disse anteriormente e continuo a afirmar que o grande problema dos portugueses, o maior de todos os problemas, reside na inveja. Normalmente na inveja revelada em crítica destrutiva e decorrente da incapacidade preguiçosa para fazer, a favor da facilidade da má língua para com os que fazem.
No entanto não é este assunto que aborda o Jaquinzinho. Fala ele de pobreza dizendo que quanto mais rica é uma sociedade, mais ricos são os pobres dessa sociedade. Pura mentira! Este modelo que defende é a sul-americanização. A riqueza das sociedades não se pode medir pelo volume global de riqueza mas sim pelo número de cidadãos que usufruem dessa riqueza.
Mas o Jaquinzinho que antes do Verão parecia ter algum equilíbrio, optou agora, provavelmente fulminado por algum golpe mais forte do Sol de Tavira, por defender, na razão inversa da popularidade do seu Governo, o indefensável, aproximando-se cada vez mais das teses do Comistro que como se sabe, anda alucinistro.
O Prof. que antes de estar de molho também se revelou alucinistro com tendências presidencialistas, qual ricaço vizinho do de BMW, ultrapassou as suas mais profundas frustrações de derrotas sucessivas na política para, em entrevista em simultâneo com o programa do outro comediante, disputar audiência entre ricos. Esqueceu-se de frisar que sempre que se referiu a Ferro Rodrigues queria falar de si próprio e das experiências por si vividas no PSD. A velha táctica de dupla personalidade projectada em terceiros. De BMW, caro Marcelo, porque segundo o Jaquim você é pobre. O comediante seu concorrente tem um Rolls Royce.
É da vida!
LT
12/28/2003 11:38:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Parmalat

O escândalo

36 mil postos de trabalho directamente, por todo o mundo, colocados em risco por causa da ganância de algumas pessoas.
Se me dissessem que a Parmalat estava à beira do caos, pensaria que estavam a brincar comigo. Infelizmente não é o caso.
A cobiça de uns poucos, com muita responsabilidade, é a ruína de muitos lares.
Esperemos que a Justiça actue e que os postos de trabalho sejam mantidos.
CMC
12/28/2003 08:14:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Irão

A tragédia iraniana

São-nos dolorosas, as imagens que nos chegam a todas as horas do Irão e é angustioso o sentimento iraniano. A tragédia que abalou o país tocou toda a comunidade internacional. Mais de 20 mil mortos, muitos mais feridos e desaparecidos.
Nesta hora, o Irão aceita a ajuda de todos os países, o nosso está a ajudar e muito bem na medida das nossas possibilidades, contudo só há um Estado no mundo que não pode ajudar o Irão por que o Irão não quer: Israel.
Percebo, mas não compreendo.
CMC
12/28/2003 08:09:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Balanços 2003


Balanços 2003 [I]
Generalidades superficiais sobre a tecnologia e a política

Sem pretensão de ser mais do que uma visão pessoal, faremos no Ter Voz os balanços do ano que está a terminar. Serão textos que não veiculam as posições oficiais do Partido Socialista, nem tão pouco da Secção de que este Blog faz parte, resultantes, como sempre, das vozes daqueles que entenderam durante 2003 participar de forma aberta com o seu pensar no infinito espaço da comunidade Internet.
Como primeiro passo para esta análise, inicio com estas generalidades observando a pouca importância que os políticos e os que estão envolvidos na política, continuam a dar às tecnologias que universalmente propagam de forma quase gratuita a mensagem que pretendem passar.
O Ter Voz é o primeiro espaço na Esfera Blog que se assume partidário, embora os que nele participam o façam em nome próprio, sem pretensão de serem a voz oficial do Partido.
Ainda assim, o Partido Socialista embora representado neste meio por uma Secção de base, foi o primeiro e até ao final deste ano o único Partido político Português a identificar-se. Reconheço que, embora a ideia seja por todos aceite, a participação, mesmo a nível deste Blog, foi diminuta e dos 31 inscritos como comentadores só quatro ou cinco têm produzido textos sendo que só dois mantiveram assiduidade diária.
Termino este primeiro balanço introdutório com a constatação de que, mesmo os jovens inscritos ainda não despertaram para os tempos que vivemos. A política deixou de ser a arte do convencimento pela argumentação e cada vez mais é um instrumento utilizado para singrar na vida, deixando de lado a defesa pública de conceitos e ideologias. A não adesão a estes novos meios, embora reconhecendo que ainda só representem um quadro de elite info-incluída, é demonstrativa da incompreensão do futuro que importa assimilar e incentivar.
LT
12/28/2003 05:04:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Micas e Tobias



O Natal tem destas coisas!


Bem-vindos Micas e Tobias.
Tenham boa estadia e vivam bem!
Avô (acho eu...) LT
12/28/2003 01:20:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Silêncios


Silêncios



De vez em quando os silêncios.

Silêncios não significativos de ausência ou abandono.

Vontade de nada dizer, morra quem morrer, nasça quem nascer.

Silêncios na voz de quem dá voz.

LT

12/28/2003 12:52:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



sábado, dezembro 27, 2003
 
Fascínio


O Fascínio

O filme O Fascínio, realizado por José Fonseca e Costa, tem um bom enredo, baseado numa obra de Tabajara Ruas, mas tem uma filmagem pesada, que se estende e a maior parte das vezes os minutos acabam por deixar o espectador exausto, com vontade de sair da sala.
Todavia, não deixa de ser mais um contributo para a Alma lusitana fazer a sua catarse, em relação a um período, no caso muito específico na medida em que envolve a Guerra Civil de Espanha, que dominou mais de metade do século XX português e ainda hoje se manifesta na forma de Ser Português… o final é explícito quanto a esta forma de estar. A Política serviu como molde a um desfecho que nos enoja e aborrece, como diria o nosso Camões.
Para um conhecimento mais específico do filme, recomendo a exploração da página.
CMC
12/27/2003 07:15:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Cupido

Descerá o senhor da Cruz novamente à terra?

O hábil comentador domingueiro de Queluz pretende aquecer o debate que este ano o seu amigo (impossíveis de se ver) se encarregou de atear, quando ainda faltam alguns anos de distância, pelo menos da normal aparição de quem quer ser candidato ao Palácio Rosa da Praça Afonso de Albuquerque.
Esta notícia, a comprovar-se (amanhã, domingo, ver programa de Maria João Avillez na SIC - Notícias às 22 horas) vem demonstrar a imensa amizade que une o autarca-mor do concelho da capital com o analista/fazedor de factos.
Acresce, o que é interessante, o facto do comentador domingueiro fazer de lebre do Professor de Boliqueime. Ora, se está escarrapachado que se o antigo Primeiro não quiser assumir e levar por diante uma candidatura, o senhor de Lisboa salta, e saltos, até agora, é coisa que tem feito com muita pouca discrição, como recomendam as boas maneiras de quem se quer fazer ver.
Enfim, os amigos continuam a guerrear entre eles, como se fossem crianças, e a res publica é termo para inglês ver.
Assim são os nossos políticos da Novíssima Esperança, que de nova e de esperança nada trazem e valem. Têm uma preocupação, ser falados e neste aspecto, como diria o outro, falem bem ou mal, o importante é que falem... desde que apareçam...
CMC
12/27/2003 12:41:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)



sexta-feira, dezembro 26, 2003
 
Coreia Norte

Eu não tenho dúvidas...

... é uma ditadura.
Enquanto 6,5 milhões de pessoas morrem à fome, uns passeiam de jaguar, não confundir com outros personagens bem mais lusitanos, pelas ruas desertas, de automóveis, da capital norte-coreana.
É a única república com estilo monárquico e é também, neste momento, o ponto mais incógnito, e por isso mesmo, mais perigoso para o globo.
A união com o Sul ficou para as calendas gregas e o diálogo com os intermediários do extremo-oriente asiático só passa se os dois gigantes, e amigos do Estado norte-coreano, Rússia e China, se sentarem à mesa com os demais países.
Como lidar e dialogar com estes países, é o desafio que o século XXI coloca às grandes potências mundiais. Pelos vistos, só dois Estados conseguem colocar freios a este Estado, e Democracia não é ar que se respire com muita frequência nas bandas de Moscovo, muito menos de Pequim.
Imperialismo, superpotência? Isso é retórica de falso pacifista que ainda vê a salvação no Muro de Berlim, felizmente desaparecido.
As novas realidades colocam, constantemente, à prova as democracias, o tal sistema que atravessa uma crise de identidade. É bom que se ganhe consciência das opções que cada sociedade faz, e mais vale uma Democracia defeituosa do que uma Autocracia virtuosa.
CMC
12/26/2003 09:57:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Torféu
TER VOZ é considerado pelo Arte de Opinar:
Blog Político do ano
Blog Esquerdista do ano


O Nuno atribuiu no seu Arte de Opinar dois prémios ao TER VOZ. Blogue Político do Ano e Blogue Esquerdista do Ano. Eu, como o LT, e especialmente o Jiminy, sentimo-nos lisonjeados. Dois prémios que reconhecem o mérito de quem faz e lê o TER VOZ, tendo o primeiro, Blogue Político, naturalmente, um carácter mais especial das restantes atribuições.
O nosso companheiro, vencedor do Blogue de Direita do ano, prémio que o TER VOZ jamais poderia arrecadar, também se congratulou com o prémio atribuído pelo Nuno, adiantando, no seu Reduto, alguns dos temas que irão marcar o próximo ano político. Ou muito me engano, mas o seu grande destaque e mais ansiado, dos vários pontos que o Pedro apresentou, aquele que ele realmente deseja não ver frustrado será o resultado eleitoral em França, presumo que do partido do senhor que concorreu com Monsieur Jacques na segunda volta das presidenciais.
Ambiciono, não o oposto do Pedro, mas uma vitória esclarecedora do PSF, devolvendo a confiança aos socialistas franceses que tantas agruras têm acumulado depois do afastamento da segunda volta de Jospin, e também às cidadãs e cidadãos franceses que têm tido um governo do mesmo gabarito do nosso (des)Governo português.
Se as eleições em França são muito importantes, do meu ponto de vista, em domínio eleitoral, as eleições presidenciais norte-americanas, em Novembro próximo, serão o grande acontecimento político do ano de 2004. Importa ter em conta as primárias que brevemente terão início. Desejo que o Partido Democrata tenha o melhor candidato, que resultará, assim espero, num Presidente muito melhor do que o actual.
Ao Nuno, muito obrigado pela atribuição dos dois digníssimos prémios e votos de um bom trabalho em 2004 no sempre obrigatório de ler, pela qualidade, Arte de Opinar.
CMC
12/26/2003 07:51:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Nat King Cole

Mona Lisa
O filme prometia e continuou a prometer algo mais. Apesar de considerar um belo sorriso, sinto que falta algo no filme, ou então escapou-me. Há partes extraordinárias (a cena junto do quadro de Pollock) e outras não tão bem conseguidas, como se faltasse algo que compusesse o ramalhete.
Um tema pertinente. Uma ambição, a independência da Mulher, que ainda hoje está por concretizar plenamente, em todo o Mundo, no ocidental inclusive.
Um filme a não perder.
Mais um Óscar para uma das melhores actrizes da actualidade? Talvez, por que a película é feita à sua medida… tal como O Náufrago, há uns anos, foi feito para Tom Hanks.
Hanks não arrebatou a estatueta, cairá Julia nas boas graças do júri?... No próximo ano veremos.
CMC
12/26/2003 06:56:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Durão Natal

Assim vamos nós

Após uma pequena pausa, a ser repetida na próxima semana, regressa-se pé ante pé, ou melhor, letra ante letra, a este universo virtual durante alguns dias antes de novo interregno.
Passado o Natal, as baterias temporais apontam para o fim do ano. Mas, se por este mundo bloguístico a movimentação tem estado bastante calma, o país, o mundo, não param.
Por cá, realço a fraquíssima mensagem de Natal do nosso Primeiro. Atabalhoado, sem saber ao certo o que dizer, o nosso Primeiro fez um frete. Como é tradição o Primeiro falar ao país no dia de Natal lá foi o senhor palrar para uma câmara e dizer meia dúzia de larachas sem eira nem beira. Afirmou que o pior passou e a sua grande preocupação é o desemprego. Até nesta altura estes senhores gozam com os portugueses! Seria mais engraçado, se o objectivo era esse, ver o responsável da dita pasta a dizer isso. Notei, como é timbre em cada mensagem, a falta de incentivo aos militares portugueses estacionados na Bósnia e no Kosovo. Ficou-se pela maquilhagem do Iraque. Muito mau senhor Primeiro.
No mundo, parece ser tradição por esta altura do ano surgir o fantasma real da encefalopatia espongiforme bovina e sempre com pronúncia anglo-saxónica. Vamos ver no que dá. Quem sofre, para além dos ditos animais, somos todos nós, por inerência.
No Paquistão, o Presidente foi alvo, novamente, de um atentado. Logo agora que o senhor dá sinais de querer ser democrata ao abdicar do seu cargo militar. Estas anedotas ficam muito mal. De qualquer forma, os sedentos de raiva prosseguem a sua missão de conquistar pontos estratégicos e nada melhor do que uma potência nuclear, como é o Paquistão.
Já muitas vezes tenho criticado o empregado do Monsieur Jacques, realmente o senhor como político é muito fraco, mas devo elogiar a sua atitude ao cancelar os voos da Air France para Los Angeles. Podia não ter sido nada, como podia ser uma grande notícia, sinónimo de catástrofe. Diz o ditado, certo das suas palavras: mais vale prevenir do que remediar.
Assim, aqui vamos nós andando... por que o caminho faz-se caminhando, como diria o poeta espanhol António Machado.
CMC
12/26/2003 01:37:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)



quinta-feira, dezembro 25, 2003
 
Natal






.......... Feliz Natal ..........




WebSite ; Blog Ter Voz ; Vozeirão Virtual
12/25/2003 07:32:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)



quarta-feira, dezembro 24, 2003
 
Caros Amigos
Feliz Natal e excelente 2004.
Filipe Gil
12/24/2003 05:55:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)



terça-feira, dezembro 23, 2003
 


Natal Natal



Querido sobrinho CêéEmeCêé

Bem digo eu que as tuas tropelias ainda te trarão amargos de boca.
Não é desta que irei a Lisboa e menos ainda ao bairro popular, apesar do amável convite que tiveste a simpatia de publicar neste jornal electrónico.
NatalAgradeço na mesma (as sardinhas são melhores no Algarve) e desejo-te que, com ou sem foguetório, (anda para aí um alerta laranja, cruzes, credo, já não bastava os não alertados!) um Santo Natal. Para ti e para o teu querido amigo "rapaz da Figueira" que te vedou o acesso a casa.
Santo homem! Só um santo pode ter tantas paixões. As Paixões de Santana, bem se vê! Ainda o veremos a fazer Surf, acredita!
Dizes no teu arrazoado que poderei confundir humildade com humidade e recomendas-me um aparelhómetro conveniente.
Carlitos, não foi bonito! Não se recomenda uma coisa dessas a uma velhota como eu. Bons tempos, que já lá vão!
Aqui na Meia-Praia quando queremos desumidificar alguma coisa abrimos as janelas e a aragem trata disso. Essas maquinetas são boas para os alfacinhas que têm de ter as janelas trancadas e persianas fechadas por causa da poeirada e dos escapes. Agora vai ficar melhor com as taxas de circulação interna e os túneis para coisa nenhuma. Só por isso, mais um abraço para o vosso Santo. Dizem-me que comprou um carrão porque o que tinha fazia muito fumo e o banco de trás não tinha o espaço que ele precisava. Um dia também vai querer uma casa maior. Já só tem de descer de Monsanto para a beira rio. Está bem encaminhado!
Descobri nesta coisa da Internet uns joguinhos bons para te entreteres nos tempos livres. Sei que te sobra tempo, quando não te estás a dedicar a chatear as Loli(Y)tas blogueiras e sempre é útil para aprofundares os conhecimentos logísticos e para te transformares num Expert, uma espécie de Gorjin Doctor (sem Contra-corrente) mas numa perspectiva mais Rogeira, digo guerreira, uma espécie de falcão ou quiçá um Rumsfelt .
NatalO meu vizinho do lado que é escocês e usa kilt no Natal anda a ensaiar instrumentos portugueses porque, diz ele, está farto da gaita de foles. Qualquer coisa que não gostou na interpretação da querida Catherine Deneuve no último filme do Manoel. Já lhe recomendei uma pandeireta que li algures, agora se toca com aliança no dedo. É simpático o Mac. Já anda a ensaiar na filarmónica de Lagos.
Olha, a conversa está boa mas tenho de ir para dentro.
Parece que o Natal vai ser de bom tempo, mas com muito frio. Não vás nessa de andares só de tanga porque te constipas. Dá saudades aos padrinhos (O Miguelito está bom?) e um abraço para a rapaziada do Bairro Alto. A casa onde vocês fazem política é do meu amigo Manzoni que se vos apanha a jeito, faz-vos num figo.
Agasalha-te bem e se vires a Manuela diz-lhe que aqui na Meia-Praia estamos todos muito contentes com ela e com o amiguinho sacrista da praça de Londres. Desejamos-lhe o dobro daquilo que nos têm dado.
Beijinhos e melhor feitio para 2004.
Tia Lólita
Natal Natal

12/23/2003 01:31:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Natal
Feliz Natal,

Ao Rui do Adufe;
Ao masson do Almocreve das Petas;
Ao Nuno do Arte de Opinar;
À Loyta, ao besugo e aos restantes amigos do Blogame Mucho;
Ao Paulo do Bloguítica;
Ao ANS do Carimbo;
Ao Gabriel do Cidadão Livre;
Ao Raúl do Congeminações;
Ao André e aos seus colegas do Dentadas;
Ao Nélson e aos seus companheiros do desBlogueador;
Ao Paulo do Filhos da Madrugada;
Ao João do Fumaças;
Ao JCD do Jaquinzinhos;
Ao Nuno do Janela para o Rio;
Aos amigos do Laranja Amarga;
Aos amigos do Mar Salgado;
Ao CAA e aos seus companheiros do Mata-Mouros;
Ao Nilson do Nimbypolis;
À MVS, ao PAS e aos seus companheiros do País Relativo;
Ao Nuno do Poetry Café;
Aos aviadores do Penduras;
Ao estudante do Razparta;
Ao Pedro do Último Reduto;
Ao Nelson do Veto Político;
Ao Miguel do Viva Espanha;
Natal
E também aos Camaradas:
De Vieira do Minho do Atitude;
Ao ARC do Baixo Alentejo;
Ao Pedro e ao Mário do Descrédito;
Ao Bruno e ao Humberto do Estaleiro;
Aos Administradores do Fórum Cidade;
À equipa do Independências;
À equipa de Santarém do Notícias Breves;
Ao PMAP do Pessoal”in”Transmissível;
Ao Filipe de A Teia;
Aos Vereadores do PS Lagoa;
A todos os Camaradas da Secção de Benfica e São Domingos de Benfica;
À Rosa do Luxemburgo, ao António Brotas, ao Luís Coelho de C.O., ao Luís Tito e ao Administrador do Ter Voz Jiminy Cricket;
Desejo, a todos, um Feliz Natal e um óptimo ano de 2004.
São os votos sinceros do,
CMC
12/23/2003 09:44:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Portas
Sr. Ministro

Esteve muito mal.
Mesmo não sendo favorável às propostas destes partidos, eles têm tanto direito como os que recebeu.
Depois quer dar lições de Democracia e de Constitucionalismo? Ora, ora...
CMC
12/23/2003 07:06:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)




 
Natal



Carta de Natal,
não ao Pai Natal, mas à señorita Valquíria

Señorita Valquíria,
Bem sei como gostaria de habitar aqui, em Lisboa, nomeadamente nas bandas da 7ª Colina. Não mora, não trabalha e está distante, perto da Meia Praia. Enfim, nem todos podemos ter sorte na vida... é a vida!
De facto, esta pérola urbana que vai do Rato ao Cais do Sodré, contendo no seu meio o Bairro Alto é uma das maravilhas da capital. Quem é que não aprecia? Nem mesmo a señorita Valquíria consegue disfarçar essa paixão por esta colina da cidade de Lisboa.
Por isso, não roa mais as unhas, sempre que vier é bem recebida, como qualquer pessoa. Nós, nestas bandas, recebemos sempre bem. É tradição e orgulho deste bairro.
Quanto ao seu sobrinho, reconheço-lhe a humilde, mas a si, se calhar a palavra é semelhante mas não é a mesma, será: humidade? É uma questão de esperar pelo período ideal para secar. A altura do ano em que acolhe em sua casa todos os seus sobrinhos, lá mais para Agosto. Mas a partir de Maio o clima já ajuda. De qualquer forma informo-a da existência já há alguns anos de máquinas que a podem ajudar a solucionar esse problema.
Quanto ao JPP e à sua hipotética biblioteca e ao meu futuro como analista de bombas, estilo NR (o que descreve todos os parafusos dos submarinos), dos santos populares, não se preocupe, não vou por um caminho nem pelo outro. Não vou por aí!, tal como Régio. Queria-me especialista nesta área? Já me imaginava, em plena Avenida da Liberdade na noite de 12 para 13 de Junho, em directo, com uma televisão a meu lado para poder descrever os foguetes a serem empregues nessa noite no céu de Lisboa: "é uma KJ, fabrico nepalês, teve grande saída no Lesoto. Esta imagem mostra-nos outro género de bomba, tipicamente islandês, teve algum sucesso, relativo, no Suriname, pelo exótico que representou, e também foi adquirido, há uns anos pelo Equador, mas sem o mesmo impacto. Devo referir que é bastante acessível pegar na bomba, ela é de manejo fácil, muito mais... por exemplo, esta agora, que estamos a ver, vê-se que pela sua dimensão não é nada prática de utilizar, esta é uma Xixoxi, fabricada na Papua - NovaGuiné, bem conhecida e utilizada no Pacífico sul... esta agora, na imagem, é uma Litau, teve algum sucesso comercial, aquando da transição de Hong Kong para a China, fabricada por técnicos orientais em Gibraltar, notamos pela cor, quando explode, há um raio de faíscas vermelhas, que podemos ver, provocadas, precisamante, pelo parafuso que na base conduz a um sentido diferente daquele que o engenho produz..." Francamente!
Por conseguinte, leio o mesmo de sempre nos seus textos, esse amor escondido ao Bairro Alto. Se no Verão der um pulinho, cá acima, eu falo com o seu sobrinho e faço questão que ele a traga a este paraíso na cidade e ofereço-lhe uma bela de uma sardinha assada em pleno Bairro Alto.
Como é Natal, repare na minha bondade para consigo – quem diria?!, deixo-lhe uma prenda para si e outra para a sua amiga do y. Não me esqueço de vós! Espero que gostem.
Votos de um Feliz Natal e não abuse dos doces!!
Bairro Alto, 23 de Dezembro de 2003
CêéMeCê
12/23/2003 06:47:00 da manhã . - . Página inicial . - . Comentários (0)



segunda-feira, dezembro 22, 2003
 
Sapatos

Sinais dos tempos

O Egipto, entenda-se os recentes responsáveis políticos, tem pago caro a sua ligação diplomática a Israel.
Provavelmente, os líderes das terras que ladeiam o Nilo compreendem que é inevitável ter um vizinho chamado Israel e é muito mais profícuo dialogar a retaliar, até por que neste aspecto a probabilidade de sucesso num frente-a-frente com o Estado israelita é diminuto, senão mesmo inexistente.
Outros países não perfilham desta posição. A guerra é contra os israelitas, os ocupantes das terras dos irmãos palestinianos e, recentemente, os E.U.A. acabam por ser inimigos, mais pela aliança que têm com Israel do que por causa dos seus valores, do novo Ocidente.
Em todo o mundo árabe, o ódio a tudo aquilo que tem estrela de David e, presentemente, à bandeira das 50 estrelas é aterrador. As pequenas, mas importantes, vitórias dos fundamentalistas conquistam o coração dos muçulmanos e dos árabes.
Por conseguinte, os aliados dos dois Estados odiados são considerados, também eles, inimigos, mesmo que sejam árabes e/ou muçulmanos.
Os líderes egípcios, que governam o seu Estado com mão de ferro, já são, há um bom par de anos, indesejados por franjas da população, devido à relação amistosa estabelecida com o Estado israelita e o com o norte-americano.
Hosni Mubarak foi, é e continuará a ser alvo de muitos atentados e à mínima possibilidade, quer no Egipto, quer noutros Estados árabes os radicais esperam a oportunidade de captar o Poder.
Deve o mundo preocupar-se com a onda crescente de fãs, no universo árabe e/ou muçulmano, do foragido com nacionalidade saudita e, brevemente, com os saudosos e devotos do capturado.
O choque de civilizações pretendido por alguns só favorece a doença da cegueira e os rios de sangue podem almejar a querer ser oceanos, e todo esse imenso mar vermelho pode dever-se à defesa dos valores mais nobres, que são na realidade os mais conspurcados, de uma religião, verdadeira defensora da Paz, mas que alguns se encarregaram de fazer da guerra. Tanto no mundo árabe, como no não árabe, o distanciamento em relação ao muçulmano é desejado.
Devemos ter atenção aos sinais da actualidade. Se pudessem, os sapatos arremessados seriam bombas, e eles foram atirados contra um árabe.
CMC
12/22/2003 07:45:00 da tarde . - . Página inicial . - . Comentários (0)



This page is powered by Blogger. Some Text
.